Câncer de colo do útero: 90% dos casos da doença estão relacionados à incidência de HPV entre mulheres

Vacinação contra o vírus sexualmente transmissível é medida preventiva essencial no combate à doença; Diagnóstico precoce pode evitar em 80% dos casos os riscos de metástases e outras complicações decorrentes deste tipo de tumor

23/01/2020 às 22:36 – Por Pedro Paulo para o Blog do Andros 

u

Divulgação

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o tumor de colo do útero atinge mais de 16 mil mulheres no Brasil por ano, o que já faz dele o terceiro tipo de câncer mais prevalente entre a população feminina. Delas, mais de mil são de Pernambuco, de acordo com levantamento do Inca de 2018. A doença é silenciosa e, por isso, em cerca de 35% dos casos acaba levando à morte. A preocupação acerca dos crescentes índices da doença aumenta quando analisado o principal causador da condição: o contágio pelo chamado papilomavírus humano – conhecido como HPV.

Mais comum tipo de infecção sexualmente transmissível em todo o mundo, o vírus HPV atinge de forma massiva as mulheres. Segundo o Ministério da Saúde, 75% das brasileiras sexualmente ativas entrarão em contato com o HPV ao longo da vida, sendo que o ápice da transmissão do vírus se dá na faixa dos 25 anos.  Após o contágio, ao menos 5% delas irá desenvolver câncer de colo do útero em um prazo de dois a dez anos, uma taxa que preocupa os especialistas. Continuar lendo

Câncer de pele também pode ser tratado com radioterapia

No encerramento do Dezembro Laranja, mês de conscientização sobre a doença, radiações ionizantes são opção de tratamento

31/12/19 às 08:27 – Por Pedro Paulo para o Blog do Andros 

Pele

Divulgação

O verão chegou e com ele os alertas sobre os cuidados com a saúde em relação ao sol precisam ser reforçados, principalmente na pele. Até o fim de 2019, mais de 171 mil pessoas serão diagnosticadas com câncer no maior órgão do corpo humano, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). O número diz respeito a dois tipos de câncer: o câncer de pele não melanoma e o câncer de pele melanoma, somados. A radioterapia pode ser uma opção para tratamento para ambos os casos.

Ela utiliza radiações ionizantes para inibir o crescimento ou destruir as células anormais que formam o tumor. “A radioterapia alivia os sintomas causados pela disseminação da doença, principalmente para o cérebro ou ossos. A chamada radioterapia paliativa reduz alguns sintomas da doença”, explicou o radio-oncologista da Oncoclínicas Radioterapia, Felipe Coelho.

Estética

Não apenas no combate ao câncer de pele a radioterapia pode ser importante. Ela também serve para tratamentos estéticos no maior órgão do corpo humano. Cicatrizes hipertróficas e queloides gerados por cirurgias de mama, hérnias ou cesárias, por exemplo, ou como consequência do uso de argolas, piercing e/ou brincos são diagnósticos frequentes nos dias de hoje e que podem ter a radioterapia como parte integrante importante do seu tratamento.

“O tratamento de radioterapia para profilaxia do desenvolvimento de queloides requer o uso de um tipo específico de radiação que fique restrito à parte superficial da pele, seja através de acelerador linear ou braquiterapia. O procedimento radioterápico deverá ser iniciado nas primeiras 24-48 horas após a ressecção cirúrgica do queloide. Essa estratégica está associada a taxas de recidiva inferiores a 5%, enquanto que a retirada do queloide sem uso de nenhum tratamento adjuvante adicional está ligada a taxas de recidiva superiores 60-70%”, acrescentou o radio-oncologista Diego Rezende.

Fake news: Conheça mitos e verdades da relação entre o câncer e alimentos “milagrosos”

Estudo brasileiro revela que notícias falsas relacionadas ao tratamento do câncer e outras doenças estariam ligadas à venda de produtos naturais. Especialistas explicam por que boatos são aceitos com tanta facilidade e o que de fato auxilia os pacientes com câncer

19/12/19 às 17:03 – Por Pedro Paulo para o Blog do Andros 

Fake

Divulgação

A partir de uma investigação da organização não governamental Avaaz, em parceria com a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), foi descoberta uma ligação entre sites de fake news e a venda de produtos naturais. O estudo, realizado pelas duas instituições, mapeou as principais páginas divulgadoras de fake news no Brasil e o conteúdo disseminado por elas.

Ao todo, foram analisados oito sites. Entre 2012 e 2019, eles divulgaram 1.613 notícias falsas ou imprecisas sobre saúde, com a estimativa de que tenham sido compartilhadas 489 mil vezes no Facebook.

Em fóruns pela internet e grupos de redes sociais é comum aparecerem “milagres” contra o câncer a todo momento. Sem nenhuma evidência científica ou fonte médica, são textos que afirmam que mudanças radicais na alimentação e o consumo de determinados produtos naturais poderiam levar a cura do câncer. Entre os exemplos de informações que circulam neste tipo de página veiculadas como notícias comprovadas, está que a graviola é a nova arma para o combate de qualquer tumor ou que a maçã evita o câncer de pulmão; ou ainda que não se deve tomar chá verde durante o tratamento da doença, apenas para citar alguns exemplos. Continuar lendo

Oftalmologista dá dicas de cuidados com os olhos nas férias de verão  

Catarina Ventura alerta principalmente aos pais para que tenham atenção com os filhos

18/12/19 às 10:34 – Do Blog do Andros 

cv

A oftalmologista Catarina Ventura, destaca pontos importantes, principalmente às crianças, para que tenham o recesso tranquilo. Foto: Divulgação

Dezembro chegou! Mês de férias escolares, descanso, calor e também cuidados com a saúde ocular. Também é o período do verão, que começa no dia 22 de dezembro. A estação é muito boa para prática de atividades ao ar livre, mas é preciso ter cuidado. A oftalmologista Catarina Ventura, do Instituto de Olhos Fernando Ventura, destaca pontos importantes, principalmente às crianças, para que tenham o recesso tranquilo.

Piscina

“O cloro pode causar conjuntivite química. Esse produto afeta o filme lacrimal, que é o responsável para manter nossos olhos lubrificados e saudáveis. Passar muito tempo na piscina pode deixar os olhos avermelhados, irritados, a visão embaçada e com a sensação de areia. A dica é o uso de colírios lubrificantes e para quem utiliza lentes de contato, o ideal são os modelos de descarte diário, para não ter contaminação”.

Óculos escuros

“Entre ficar sem óculos escuros ou usar um sem proteção ultravioleta, é melhor ficar sem. Um falsificado dilata a pupila, favorecendo maior penetração da radiação. Por isto, é necessário que os óculos escuros protejam contra os raios UV que atingem as pupilas dilatadas, pois outra função dos óculos de sol é permitir que possamos ver melhor quando ofuscados por luz forte. Usar óculos sem proteção pode causar degenerações da conjuntiva, ceratites, catarata e doenças degenerativas da retina”.

Celular e videogame

“Nas férias, as crianças aproveitam para utilizar as telas do celular e videogame em excesso. Isso pode causar miopia, um erro de refração que afeta a visão à distância das pessoas. Também pode causar olho seco e ardência. Os pais devem ser criativos, estimular brincadeiras ao ar livre, um parque, um clube, interagir com os pequenos”.

Mar

“A água do mar pode conter impurezas além do sal, que podem causar irritação, olhos vermelhos, coceira e até conjuntivite. A dica é usar colírio lubrificante ao sair do mar e não coçar os olhos, pois pode causar lesões”.

 Filtro solar

“Se houver o contato com o olho, o filtro solar pode causar conjuntivite tóxica. Evite usar excessivamente, principalmente ao redor dos olhos. Prefira versões mais concentradas ou que sejam específicas para essa região mais sensível”.

 Areia e vento

 “A brisa pode causar problemas, provocando a evaporação das lágrimas e ressecamento da superfície dos olhos. Nesses casos, lance mão das lágrimas artificiais e não tire os óculos escuros. Já a areia pode causar irritações, os óculos podem ajudar”.

Ação na praia de Boa Viagem alerta sobre cuidados com a pele no verão

Atividade pretende alcançar 500 pessoas

11/12/19 às 11:30 – Por Pedro Paulo para o Blog do Andros 

acao

Divulgação

Na última semana, a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) informou que Pernambuco quebrou o recorde de temperaturas máximas absolutas. Com o sol intenso é preciso ter muitos cuidados com a saúde, principalmente com a pele. Para alertar a população, estudantes e tutores da Faculdade Pernambucana de Saúde (FPS) promovem a campanha “Cuidado farmacêutico na fotoproteção”, associada ao Fórum Nacional de Farmácias Universitárias (FNFU). Será nesta sexta-feira (13), na praia de Boa Viagem, a partir das 7h.

Serão distribuídos folders e panfletos educativos, com várias orientações. A ação pretende alcançar 500 pessoas. A equipe vai conversar com os banhistas e pessoas que trabalham expostas ao sol na praia para orientá-los quanto ao uso do protetor solar e outras dúvidas sobre o tema, com jogos lúdicos (mitos e verdades).

“Há também a necessidade de multiplicar a informação que vários alimentos são considerados fotoprotetores dietéticos. A alimentação saudável deve ser constante, diária, e não pontual ao período de verão. Ela pode auxiliar, e não substituir, esta proteção à exposição solar”, destacou a coordenadora da ação, a farmacêutica Flávia Morais, que também é tutora de Farmácia da FPS.

São dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (2019) que o câncer da pele é o tipo da doença mais incidente no Brasil, com cerca de 180 mil novos casos ao ano e que, quando descoberto no início, tem mais de 90% de chances de cura. Por isso, torna-se importante esse movimento.

Algumas dúvidas que serão esclarecidas na ação:

– Qual o período de maior incidência da radiação ultravioleta (UV)?

– Se um protetor age sobre os raios UVA e UVB?

– Como se escolhe o Fator de Proteção Solar (FPS)?

– Como aplicar diferentes tipos de protetor solar?

– Qual o tempo para reaplicar?

– Quais informações existem nos rótulos dos protetores solares que são importantes para mim?

Readequação vai diminuir tempo de espera na emergência da FAV

05/12/19 às 17:34 – Por Tacyana Viard para o Blog do Andros 

_MG_8591-2

Referência na prestação de assistência à saúde ocular há mais de 30 anos, a Fundação Altino Ventura, sediada no bairro da Boa Vista, centro do Recife, vai readequar seu atendimento de urgência e emergência partir de janeiro de 2020. O número de atendimento nesse setor, média de 450 pessoas diariamente,  tem gerado o aumento no tempo de espera dos pacientes, que pode chegar até 12h, demandando maior disponibilidade da equipe médica e, com isso, reduzido a dedicação do corpo clínico na atuação dos casos de média e alta complexidade, que são a especialidade da instituição. Continuar lendo

Dezembro Laranja: como identificar os primeiros sinais do câncer de pele

Com mais de 170 mil casos registrados anualmente, ele é o mais comum no Brasil; chances de cura são grandes para casos diagnosticados no início

03/12/19 às 09:56 – Por Pedro Paulo para o Blog do Andros 

dlA chegada do verão vem, para muitos, com as sonhadas férias na praia e descanso à beira-mar. Todo o relaxamento, no entanto, não pode significar desatenção com a saúde. Com o aumento da incidência solar natural da época, os cuidados com a pele precisam ser redobrados, já que a exposição ao sol aumenta os riscos do câncer de pele. Os últimos dados divulgados pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam que, até o final de 2019, mais de 171 mil pessoas terão sido diagnosticadas com a doença. O número diz respeito a dois tipos de câncer: o câncer de pele não melanoma e o câncer de pele melanoma, somados. Continuar lendo

Transmissão do HIV de mãe para filho pode ser evitada

A propagação ocorre durante a gravidez, parto ou amamentação. Porém, risco pode ser até eliminado com algumas medidas de prevenção

02/12/19 às 10:58 –Do Blog do Andros 

gra

“O uso da combinação de medicamentos faz com que os riscos do contágio para o recém-nascido sejam reduzidos”, diz médico. Foto: Divulgação

Domingo, 1º de dezembro, foi celebrado o Dia Internacional da Luta contra a Aids. A doença pode ser passada de mãe para filho. Porém uma notícia de São Paulo é um alento para todo Brasil: a cidade conseguiu eliminar a transmissão do HIV da genitora para o bebê, de acordo com o Ministério da Saúde. Mas como isso pode ser feito? O imunologista e coordenador do curso de Medicina da Faculdade Pernambucana de Saúde Edvaldo Souza destaca que o primeiro passo para evitar este problema é o diagnóstico precoce através da testagem da gestante já na primeira consulta do pré-natal.

Esse processo, conhecido por transmissão vertical, pode acontecer em três momentos: durante a gestação, parto ou amamentação. Sem qualquer ação de prevenção, o risco é de 20%, de acordo com o Ministério da Saúde (2014). Já quando grávida realiza o acompanhamento médico, a possibilidade de infecção do bebê é inferior a 1%. Continuar lendo

Diabetes: problema cresce no Brasil e pode levar até à cegueira

Próxima quinta (14) é o Dia Mundial do Diabetes

12/11/19 às 11:24 – Blog do Andros 

Alexandre

De acordo com Alexandre Ventura, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo e oftalmologista do Instituto de Olhos Fernando Ventura, o olho é o primeiro órgão a ser afetado. Foto: Divulgação

A diabetes cresceu 61% nos últimos 10 anos e já atinge 9% dos brasileiros, de acordo com o Ministério da Saúde. Além disso, estima-se que 80% dos pacientes com qualquer um dos tipos da doença não sabem que ela pode atingir os olhos. Todos os tipos do diabetes podem originar problemas sérios de visão. Em geral, eles começam como micro sangramentos nos olhos, detectados apenas por exames clínicos. Se não diagnosticados no início, podem evoluir para a retinopatia diabética, causada pelo desregulamento de açúcar no sangue.

De acordo com Alexandre Ventura, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo e oftalmologista do Instituto de Olhos Fernando Ventura, o olho é o primeiro órgão a ser afetado. Com a doença, pode ocorrer sangramentos na retina ou dentro do olho e edema na mácula, que é a área central da retina responsável pela visão de detalhes, cores e leitura. Além de retinopatia diabética, esse problema pode causar glaucoma e catarata.

“A diabetes é uma causa frequente de cegueira porque o olho é o órgão mais vascularizado do corpo humano. A diabetes afeta os vasos, artérias e veias. Quem tem hiperglicemia, ou seja, glicose aumentada no sangue, vai estar ‘enferrujando’ essas veias e artérias de dentro pra fora. Se o diabético fizer um tratamento periódico, com consultas e exames de rotina, é possível tratar os problemas de visão e, em certos casos, até reverter a situação. Porém, em quadros avançados, há muito tempo sem tratamento, a recuperação da visão pode ser irreversível”, comentou o médico.

Não necessariamente uma pessoa que come bastante doce e carboidrato terá diabetes, pois tem um bom funcionamento do pâncreas. Ele é responsável por liberar a insulina, esta é quem tira a glicose da veia e leva para as células. A hiperglicemia ocorre quando não há insulina suficiente.

A doença não tem cura, mas pode ser tratada. “O controle glicêmico rigoroso e hábitos saudáveis são as principais medidas a serem adotadas pelos pacientes a fim de evitar complicações. Acompanhamento oftalmológico periódico é muito importante, pois, se necessário, o paciente pode ser tratado com aplicação de laser, implantes de medicações especiais dentro do olho e cirurgia. O melhor prognóstico é a prevenção”, explica o oftalmologista do Instituto de Olhos Fernando Ventura.

DOENÇA SILENCIOSA – É possível que o paciente passe meses sem conhecimento de que possui diabetes. Por isso, o controle da glicemia, feito por exames de sangue é fundamental para diagnóstico rápido e tratamento eficaz da doença. Isso também funciona com os problemas de visão. O oftalmologista pode ser o primeiro a identificar problemas vasculares que podem ser sintomas da doença.

Novembro Azul: com uma morte a cada 38 minutos, câncer de próstata necessita de atenção constante e proativa

A cada hora, sete homens recebem o diagnóstico; Marcelo Tas protagoniza campanha de conscientização sobre a doença, cuja taxa de cura chega a 90% dos casos quando descoberta na fase inicial

05/11/19 às 14:57 – Multi Comunicação/Blog do Andros 

marcelo-tas

A ação é protagonizada pelo apresentador, ator, roteirista, diretor e escritor Marcelo Tas. Foto: Reprodução/Instagram

Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) sobre o câncer de próstata revelam um quadro preocupante: até o final do ano estima-se que o biênio 2018-2019 terá 68.220 novos casos da doença. Tal número corresponde a sete casos a cada hora, somando 31,7% dos diagnósticos de todos os tipos da doença registrados no país, fazendo deste o mais incidente entre os homens depois do carcinoma de pele não-melanoma. No âmbito mundial, a tendência é igualmente inquietante, sendo este responsável por 4% das mortes somados todos os tipos de tumores segundo a GLOBOCAN 2018. Continuar lendo

‘Cuidados com a boca podem evitar problemas de saúde em todo o corpo’, diz especialista

Dia Nacional da Saúde Bucal é celebrado nesta sexta (25). Cirurgiã-dentista dá dicas sobre o assunto

24/10/19 às 14:20 – Multi/Blog do Andros 

bucalQuando falamos em problemas na boca, muita gente pensa logo em mau hálito ou cárie. Porém, ela pode trazer muito mais informações sobre a saúde de todo o corpo humano. Na semana em que celebramos o Dia Nacional da Saúde Bucal e Dia do Dentista, a cirurgiã-dentista e tutora da Faculdade Pernambucana de Saúde Thaís Lisboa esclarece que várias doenças que acometem diversos órgãos no corpo podem ter a boca como diagnóstico importante.

Como nosso organismo é um sistema complexo e interligado, um problema na boca pode desencadear disfunções digestivas, imunológicas e até cardíacas, já que as bactérias podem migrar até outros órgãos através da corrente sanguínea.

“Pela boca, podemos identificar doenças sexualmente transmissíveis ou o risco de prematuridade em gestantes, por exemplo. A saúde bucal, que representa muito mais que ausência de doenças, é considerada um estado de equilíbrio e bem-estar no que se refere a região oral”, destacou a tutora da FPS.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o creme dental, escova de dentes e fio dental são usados por apenas 53% da população. E 89% realiza a higienização menos de duas vezes por dia. Ou seja, não é cumprido a “regra básica” de realizar a escovação após cada refeição.

“Além disso, é inegável a importância do sorriso para relações interpessoais e autoestima das pessoas nas diversas fases da vida. A saúde bucal é imprescindível para o bem-estar. Diversos estudos nacionais e internacionais apontam as condições de saúde bucal interferindo diretamente na qualidade de vida das pessoas. Por isso, entidades importantes como a Organização Mundial de Saúde tem estimulado o debate acerca da qualidade de vida relacionada à saúde bucal”, acrescentou Thaís Lisboa.

De acordo com a OMS, a saúde bucal compreende um estado em que a pessoa está livre de dores, desconfortos e alterações na boca e na face, abrangendo as condições de câncer oral ou na garganta, infecções e ulcerações bucais, doenças e quaisquer distúrbios que possam afetar a qualidade de vida, impedindo que o paciente coma, sorria, fale ou se sinta socialmente confortável.

Outubro Rosa: uma em cada 12 mulheres receberá o diagnóstico de câncer de mama ao longo da vida

Mamografia a partir dos 40 anos é essencial para o diagnóstico precoce; controle de peso, alimentação balanceada e exames periódicos de rotina são aliados na luta contra a doença, que atinge cerca de 60 mil novas mulheres todos os anos

02/10/19 às 11:18 – Por Multi/Blog do Andros 

rosa

Divulgação

Levantamento realizado pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) revelou que o Brasil somará cerca de 60 mil novos casos de câncer de mama em 2019, número que corresponde a 28% de todos os diagnósticos da doença registrados no país – o que faz dele o tumor mais incidente entre as mulheres depois do câncer de pele-não melanoma. Mundialmente os dados também são alarmantes: o câncer de mama afeta 2,1 milhões de pessoas por ano e é o quinto que mais mata, de acordo com o Globocan 2018, um estudo da Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer.

Neste sentido, um dos principais mecanismos de controle e identificação da doença ainda é a mamografia que, de acordo com o INCA, deve ser feita por todas as mulheres com mais de 40 anos. Todavia, é justamente na adesão a este exame de imagem que está um dos entraves para vencer a doença.

A Pesquisa Nacional de Saúde 2013 (PNS), a mais recente disponível no Brasil, aponta que 3,8 milhões de mulheres de 50 a 69 anos nunca realizaram mamografia, o que corresponde a 18,4% da população feminina nessa faixa etária. O maior índice entre as grandes regiões fica no Norte (37,8%), contra 11,9% do Sudeste, que tem a menor taxa. Continuar lendo

Linfoma não Hodgkin: novas drogas têm revolucionado o tratamento do câncer que afeta o sistema imunológico

Avanços no uso da terapia celular trazem opções terapêuticas cada vez mais efetivas; Incidência da doença duplicou nos últimos 25 anos no Brasil, com estimativa de mais de 10 mil novos casos em 2019

13/09/19 às 11:54 – Multi Comunicação/Blog do Andros 

l

Divulgação

Linfoma não Hodgkin (LNH). O inusitado nome entrou no vocabulário dos brasileiros depois que personalidades famosas, como os atores Reynaldo Gianecchini, Edson Celulari e a ex-presidente Dilma Rousseff, foram diagnosticados com esse tipo de câncer. E não é à toa que ouvir essas palavras está mais comum: no Brasil, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que para cada ano sejam diagnosticados 10.180 novos casos de Linfoma não Hodgkin. E, segundo a entidade, por motivos ainda desconhecidos, o número duplicou nos últimos 25 anos, principalmente entre pessoas com mais de 60 anos.

Mas, do que se trata esse tipo de tumor? Os Linfomas não Hodgkin são um conjunto de tipos de tumores, que têm origem nas células do sistema linfático, essencial para a proteção de doenças. Existem mais de 60 tipos diferentes, que são tratados de maneiras diversas. O hematologista Evandro Fagundes, do Grupo Oncoclínicas em Minas Gerais, explica que, dependendo das condições dos pacientes, a taxa de cura pode chegar a 60% dos casos. Continuar lendo

Tabagismo é um dos principais causadores de doenças no coração

Cardiologista da FPS explica como o cigarro prejudica o funcionamento do órgão. Dentistas também pontuam problemas na saúde bucal

27/08/19 às 11:15 – Multi Comunicação/Blog do Andros

cigarro-quebrado

Divulgação

Quase 5 mil substâncias tóxicas presentes no cigarro são extremamente prejudiciais e podem causar diversos problemas de saúde, como câncer de pulmão e do aparelho digestivo, dificuldades respiratórias, infarto, derrame, infecções respiratórias, impotência sexual no homem, entre outros. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que, no mundo, o cigarro é a maior causa de mortes que poderiam ser evitadas. O consumo do tabaco está associado a 30% das mortes por câncer (sendo mais de 90% deles de pulmão), 25% de infarto agudo do miocárdio e quase metade dos derrames cerebrais.

Sobre esses 25% relacionados ao coração, a cardiologista Jéssica Garcia traz alertas para a população sobre o assunto, às vésperas do Dia Nacional de Combate ao Fumo, celebrado na próxima quinta (29 de agosto). De acordo com a médica e tutora do curso de Medicina da Faculdade Pernambucana de Saúde, o tabagismo é um dos maiores vilões quando o assunto são as doenças cardiovasculares. O cigarro agride do endotélio – camada de células que recobre os vasos sanguíneos.

“O comprometimento do endotélio está associado a maior dificuldade na circulação do sangue, interferindo no mecanismo de relaxamento e contração do coração. O endotélio também interfere na produção de uma substância protetora conhecida como óxido nítrico, e faz com o que as artérias fiquem vulneráveis ao acúmulo de gordura”, explicou a cardiologista. Continuar lendo

Aumenta número de casos de câncer em jovens

Hábitos de vida podem estar relacionados a esse cenário

26/08/19 às 14:59 – Multi Comunicação/Blog do Andros 

j

Divulgação

Especialistas alertam para o aumento do número de casos de câncer na população entre 20 e 49 anos. Foi constatado aumento de incidência por ano do câncer de tireoide (elevação de 8,8%), próstata (5,5%) e o de cólon e reto (3,4%). Os dados foram discutidos no Observatório de Oncologia, em 2019.

A oncologista da Multihemo, Ana Carolina Branco, explica que os hábitos de vida das pessoas podem estar relacionados ao aumento do número de casos de câncer em indivíduos mais jovens. “O consumo de álcool e cigarros, aliados a uma alimentação não saudável e à falta de exercícios físicos, são fatores que podem estar por trás desse cenário”, afirma Ana. Devido a isso, a especialista vem percebendo um aumento no número de jovens adultos nos consultórios de oncologistas buscando informações e prevenção. “Precisamos planejar a nossa terceira idade enquanto somos jovens”, explica.

Mesmo com esse cenário, a estimativa do número de pessoas que morrerão devido a algum tipo de câncer, para o biênio 2019/ 2020, é maior nas regiões Norte e Nordeste do que no Sul e Sudeste, mesmo que o número de casos na região Sul e Sudeste sejam maiores. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam, na previsão feita para o ano de 2018, que tenham ocorrido 58.770 casos de cânceres no Nordeste e, no Norte, 11.590. No Sul, as patologias previstas para o ano passado foram de 72.560 e no Sudeste, 135.590. “As principais razões para o maior número de mortes no Nordeste é a falta de um diagnóstico precoce e dificuldade de acesso aos tratamentos adequados”, afirma Ana Carolina.