26/09/2020 às 13:07 – Por Dra. Isabella Liberato/Hepatologista

O café é uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo. O Brasil se destaca por ser um grande produtor e também um importante consumidor da bebida. Já são bem conhecidos os efeitos benéficos do café em todo o corpo.

No fígado, esses benefícios são recentes, mas muito animadores. O principal efeito do café é a redução da inflamação hepática em situações de esteatose (popularmente chamada de “gordura no fígado”), consumo alcoólico e hepatite viral. Como consequência, há uma menor progressão da inflamação para a cirrose, que significa um fígado modificado pelas cicatrizes e que funciona mal.

“O Brasil se destaca por ser um grande produtor e também um importante consumidor da bebida”

Diante dessas evidências, uma simples modificação no estilo de vida, incorporando ao dia-a-dia o hábito de tomar café, pode trazer benefícios para a sua saúde. E não precisa ser um tipo específico da bebida. A ação de redução da inflamação no fígado é proporcionada pelo café coado, turco, expresso e, até mesmo, o descafeinado.

O café é saboroso e suas variadas formas de preparação agradam a muitos tipos de paladar. Assim, acrescentá-lo à rotina está longe de ser um sacrifício. Que tal um cafezinho agora?

Dra. Isabella Liberato/Hepatologista
CRM 13989
@hepatoisabellarliberato


Este espaço tem como titular o Dr. Elexsandro Araújo. A página é compartilhada com os colegas que assim como ele, atuam na área da Saúde.

enp


Dr. Elexsandro Araújo é Fisioterapeuta, Especialista em Saúde do Idoso, Diretor Clínico da EA Terapias Integradas HOME, Professor, Palestrante, Escritor, Colunista e Cantor.

Contato: elexsandroaraujo@outlook.com
Instagram: @elexsandroaraujo