14/09/2020 às 11:43 – Por Andros Silva

Por falta de recentes clamor popular, o tema parece desnecessário, mas só quem sabe o sufoco que é, é quem já andou apertado pelas ruas de Jaboatão e não conseguiu encontrar um banheiro decente para realizar aquele “pipizinho”, que naturalmente começa a dá o ar da graça após uma, duas garrafinhas com água. Se tiver acompanhando por crianças então, o sufoco fica ainda pior.

Os adeptos da boa educação, não fazem na rua, e encontram salvação nos estabelecimentos comerciais, que na maioria das vezes, exibem uma grandiosa placa com os dizeres “apenas para clientes em atendimento”.

Outra opção, se conseguir chegar antes de se borrar todo, driblando a multidão, as barracas, entre outros obstáculos e o mais importante, ter coragem de usar, pois quase sempre estão em péssimo estado de conservação, péssimo mesmo, ao ponto de fazer os olhos arderem e a anseia de vômito gritar, são os banheiro encontrados em algumas feiras livres.

Vejo projeto para tudo nesta época, ano de eleições, mas nenhum abordando algo do tipo. Tá na hora dos nossos políticos elaborarem ideias para “espalhar” sanitários pelos quatro cantos da cidade. Podem até usar, aquelas caixas, incomodas e apertadas, utilizadas em eventos, mesclando com uns mais, digamos, “sofisticados”, visando a mobilidade dos cadeirantes, por exemplo… Tudo com a devida limpeza e segurança, se não for pedir demais.