10/09/2020 às 12:26 – Atualizado em 14:41 – Por Andros Silva

O ex-vereador de Jaboatão, coordenador do Movimento Popular Jaboatão Que Nós Queremos (MPJQ) e pré-candidato a vereador pelo PRTB, Fernando Moreira de Lima, mais conhecido, politicamente, como Fernando Gordinho, que recentemente concedeu entrevista a este Blog e tascou críticas no prefeito Anderson Ferreira e também no presidente da Câmara de Vereadores do Jaboatão, Adeildo da Igreja, novamente voltou, ao nosso convite, a ocupar nossa página de entrevistas.

Fernando está sendo apontado por Blogs jaboatonenses de “tacar fogo no parquinho” por cobrar do vereador e pré-candidato a prefeito de Jaboatão pelo MDB, Daniel Alves, opositor ao prefeito Anderson Ferreira (PL), explicações sobre acusações de “praticar rachadinhas em seu gabinete”.

Gordinho chamou a pauta pra si, após um vídeo circular na internet, acusando diretamente Daniel Alves de ser praticante do tal ato. Sem mais delongas, vem ler a entrevista, realizada via WhatsApp e entender toda essa polêmica que já começou de fato incendiar nossa cidade.

Andros Silva: Boa noite Fernando… São 22:20 (quarta-feira 09). Por onde anda o pré-candidato a vereador de Jaboatão neste momento?

Fernando Gordinho: Boa noite, louvo a Deus e agradeço por mais essa oportunidade. Estou em Cavaleiro, lugar onde tenho muitos amigos, irmãos. Sou eternamente grato por tudo que (o bairro) fez por mim e por minha família.

Você mantém moradia em Cavaleiro e Candeias? Lembro de ter falado que também me aguardava no bairro, dono de uma das melhores praias do Estado.

Morei em Cavaleiro, em Socorro, durante bons anos. Hoje, por está cuidando da minha rainha, minha mãe, meu tesouro que tem 90 anos e minha tia com 89, decidi morar em Candeias. Mas sou apaixonado e eternamente grato a Cavaleiro.

Não existe lugar melhor que ao lado de nossa mãe, não é verdade? Então Fernando, você prepara para esta sexta uma live com tema impactante (Rachadinhas). Mas o que de fato você tende a mostrar no ao vivo?

Pausa na entrevista para uma breve e importante explicação… Na prática, a “rachadinha” consiste quando o parlamentar concede vagas no setor público em troca de parte do salário do funcionário. Não existe consenso entre juristas se a conduta é crime ou apenas improbidade administrativa.

Gordinho: Vamos tratar com transparência e lealdade acima de respeito as pessoas sobre tudo que vem acontecendo em nossa cidade. Não é só mudar, mas precisamos mudar com qualidade.

E o que vem acontecendo em nossa cidade? Alguém, algum político anda fazendo esse tipo de manobra?

Muito jogo de encenação, muito teatro, muita gente querendo praticar a velha política. Precisamos renovar com qualidade. Precisamos dizer o que vamos fazer, com quem vamos fazer, quanto vai custar e quem vai pagar a conta.

Mas quem seria essa gente? Prefere evitar nomes?

Os nomes vão subir no debate, no dia a dia. Quem vai apontar esses nomes são o povo. Gosto de transparência em tudo. Respeito as lideranças comunitárias.

Um blog voltado para conteúdo de interesse dos jaboatonenses, publicou e insinuou que o senhor se refere ao vereador e pré-candidato a prefeito Daniel Alves, quando fala em “rachadinha”.

Tem indícios e denúncias que não foram feitas por mim, só peço humildemente que o acusado se defenda e prove o contraditório.

(Neste momento Fernando envia vários links de matérias e imagens de documentos onde o vereador Daniel Alves aparece sendo denunciado por rachadinha. Num dos documentos, o nome do ex-chefe de gabinete que ainda trabalha com o parlamentar foi citado)

Gordinho: Recebi essas denúncias e como cidadão estou cobrando desde o começo explicações, só isso, simples assim. Ele (Daniel), ao invés de se defender, fica tentando me acusar. Sou ficha limpa. Segundo o Tribunal de Contas do Estado.

Mas o senhor enviou sites que são de pessoas ligadas ao prefeito Anderson Ferreira. O senhor sabe melhor que ninguém que essas pessoas tem lado político. O senhor se deixa levar por denúncias de quem já escolheu um lado nessas eleições?

Nunca me deixei levar por ninguém. Agora não são fakes, são lideranças que moram no município.

Lideranças que andam lado a lado com o atual gestor, rezam de acordo com sua cartilha, vamos combinar. O senhor também me enviou um anexo onde um funcionário do próprio vereador Daniel Alves aparece como citado. Como sabemos que este é verdadeiro? Com isso o senhor diz que essas denúncias de rachadinhas são oriundas do próprio gabinete do parlamentar?

Não sou eu quem tem que dizer se é verdadeiro ou não, é a justiça. Um dos denunciantes antes vivia no gabinete dele. Eu não tenho nada a ver com isso.

Mas o senhor enviou com o intuito de me provar que tem razão ao levantar esse tema polêmico. Se não tem como provar, não deveria evitar o envio?

Não… O povo precisa saber da verdade. Eu sou ficha limpa segundo o próprio tribunal de contas. Não é só mudar, precisamos mudar com qualidade.

O nome que aparece no documento que me enviou, é do funcionário do vereador?

Fiz essa cobrança na própria live e mandei para o pré-candidato.

Quais foram as acusações enviadas por Daniel em sua direção?

“Não entendo, porque eu incomodo mais do que a família Ferreira? Destruidora da família. Quem tem que ficar preocupado é quem foi condenado pela justiça, eu não devo nada. Sou ficha limpa”. (Fala atribuída a Daniel Alves, segundo Fernando Gordinho). Hoje (quarta-feira 09) ele entrou em contato comigo. Iniciou a conversar assim.

Daniel entrou em contato com o senhor? O que ele buscava?

Não entendi até agora.

Quem seria esse denunciante que vivia no gabinete dele?

Quem denunciou está na denúncia.

O senhor diz que gosta de tudo com transparência, mas estou começando a acreditar que aqui anda se esquivando.

O Beto Mendonça, que é uma liderança comunitária de Jaboatão foi um. Deu nome, disse tudo. Está no vídeo… Eu não sou o denunciante. Só estou cobrando desde que ele fez a live uma resposta do pré-candidato a prefeito.

Confesso que não vi o vídeo do Beto, mas não é aquele que vivia tomado em ódio ao falar do nome do prefeito Anderson Ferreira e agora anda lado a lado mostrando as “benfeitorias” do prefeito?


Isso é um problema dele, o mesmo que vivia no gabinete do vereador. Ele tem que se explicar para o povo e não eu.

O senhor tá me dizendo que vai fazer uma live com um tema polêmico baseado numa denúncia de uma pessoa que dias antes levava a vida a criticar uma gestão e hoje diz que esta mesma gestão é a melhor para Jaboatão?

Não vou falar de pessoas na live. Vou tratar desses assuntos. Se eles quiserem podem participar e se explicarem para o povo.

“Não sou eu quem tem que dizer se é verdadeiro ou não, é a justiça. Um dos denunciantes antes vivia no gabinete dele. Eu não tenho nada a ver com isso”

O senhor virou principal personagem de uma denúncia feita apenas por pessoas ligadas ao prefeito Anderson Ferreira. Qual é a sua ligação com o atual gestor?

Não, lógico que não, eu só estou cobrando explicações, não tenho nada com esse prefeito. Outra coisa… Foi realizada uma reunião das oposições e não convidaram ele (Daniel). Temos sete outros pré-candidatos de oposição. O meu pré-candidato a prefeito não é o prefeito atual, é Adelson Veras, presidente do PRTB 28, um partido de direita.

Claro que sim. Quem vem fazendo denúncias? Um funcionário da prefeitura, antes opositor. Quem deu audiência? Dois blogueiros que tem cargos na prefeitura. Fica parecendo que o senhor está sendo usado como massa de manobra.

Nunca fui usado por ninguém, agora precisamos deixar as coisas às claras.

E qual seria o motivo de evitar ele nesta reunião dos pré-candidatos?

Você tem que fazer essa pergunta aos pré-candidatos.

Mas foi o senhor quem tocou no assunto e é o senhor quem está sendo entrevistado no momento. O seu pré-candidato não estava presente na reunião? Não lhe disse o motivo?

Desagregação. Falta de humildade e por aí vai… Muito teatro!

O senhor também diz que Daniel lhe acusou? Quais foram essas acusações?

Tem que perguntar a ele. Lhe mandei parte delas. Pessoalmente lhe mostro toda a conversa, não tenho o que esconder. Ele já se acha prefeito. Mas tem que esperar a diplomação.

Os pré-candidatos de oposição não querem Daniel nas reuniões por entender que falta humildade no vereador? Qual comportamento fez com que eles chegassem a essa conclusão?

Não tenho certeza. Mas no meu entender, fala uma coisa e pratica outra. Espero em uma conversa pessoalmente para lhe esclarecer mais. Tenho muitos defeitos. Errei muito na vida. Até por falta de experiência, mas gosto de transparência, lealdade e respeito as pessoas.

Para encerar… Se o senhor tem um inimigo político e sabe que eu trabalho para esse inimigo político. Além disso, ando por aí fazendo denúncias sobre a sua pessoa, o senhor daria créditos a essas denúncias?

Depende, mas tenha certeza que eu iria me defender e processar essa pessoa.

Fernando, agradeço por dedicar um pouco do seu tempo para conversar com este Blog. Gostaria de deixar um recado final?

Quero agradecer a Deus e a você por esta rica e grande oportunidade, o MPJQ vai continuar fazendo esse debate da unidade das pessoas de bem de Jaboatão, com transparência, lealdade e respeito as pessoas. Reconstruirmos essa cidade gigante e tão importante, não é só mudar, mais é mudar com qualidade e responsabilidade.

Em tempo… “A Live da Verdade”, como foi intitulada por Fernando, está prometida para acontecer nesta sexta-feira (11) ao meio dia. Será transmitida através do www.facebook.com/fernandogordinhompjq/

No detalhe… O Blog do Andros se encontra a disposição de todos citados ou não nesta entrevista, caso julguem necessário direito de respostas… Nosso WhatsApp (98356-8441). Todavia, vamos procurar o vereador e pré-candidato a prefeito Daniel Alves em busca de respostas sobre o assunto.