Modelo estava junto de outra unidade com pouco mais de 2.000 km rodados; ambos estavam abandonados na Califórnia (EUA)

25/08/2020 às 18:39 – Do AutoPapo

devolta
Divulgação

Encontrar carros antigos que nunca rodaram abandonados não é algo tão raro. E quando o modelo encontrado é um “astro de cinema”? Esse foi o caso de dois DeLorean DMC-12 encontrados na Califórnia (EUA). Um deles tem apenas 22 km marcados no hodômetro. O outro é um pouco mais rodado e ostenta 2.612 km no marcador. O DeLorean ficou famoso no filme “De Volta para o Futuro”, quando foi usado como a máquina do tempo por ‘Doc’ Brown e Marty McFly.

Os dois exemplares são 1981, com números de chassis consecutivos e câmbio manual. O de maior quilometragem está completo, enquanto o que é 0 km está parcialmente desmontado. Eles estão anunciados por 50 mil dólares (cerca de R$ 280 mil).

Nos Estados Unidos, esse é o preço médio de um DeLorean em ótimo estado, ou seja, quem quiser arrematá-los poderá fazer uma barganhado tipo “pague 1 e leve 2”.

Fracasso de vendas!

Apesar do sucesso nas telas de cinema, o carro do De Volta Para o Futuro não teve uma trajetória glamourosa no mundo real. Pode-se dizer que um dos carros mais famosos do cinema teve a faca e o queijo na mão para ser um sucesso comercial. Afinal, o carro foi desenhado por Giugiaro e usava plataforma projetada pela Lotus. Seu criador não era nenhum aventureiro: John DeLorean, idealizador do Pontiac GTO.

Com motor traseiro V6 fraco, problemas de estabilidade, dinâmica e acabamento com partes de aço inoxidável, jamais agradou. Para piorar, a empresa vivia em problemas com dívidas e escândalos envolvendo dinheiro público.

Nos três anos de existência (1980-83), o DeLorean vendeu pouco mais de 8.000 unidades. Dessas, cerca de 6.500 continuam em circulação pelo mundo. Mas se tornou um clássico valorizado depois, a partir de 1985, graças à trilogia “De Volta para o Futuro”, que transformou o automóvel em uma máquina do tempo.