12/08/2020 às 10:29 – Por Elexsandro Araújo / Colunista Blog do Andros

nuno
Nuno Trigueiro/Divulgação

Nuno Trigueiro é o entrevistado desta edição do De FRENTE com Elexsandro Araújo. Na conversa, Nuno, que é professor de educação física, formado pela UPE, fala sobre o esporte que ele chama de “minha paixão”. “Sempre fui atleta. Trabalho com corrida há 7 anos e já fiz mais de 100 maratonistas”. Confira!

Elexsandro Araújo: Nuno, satisfação te receber nesta entrevista! Há quantos anos é maratonista? Como se deu o início da carreira?

Nuno Trigueiro:  Minha primeira maratona foi em 2008. Não fiz uma maratona. Na verdade fiz a prova de Triathlon do Ironman (3,8km nadando + 180km pedalando + 42.2km correndo). Tinha uma fixação pelo Ironman. Não corria. Era da água, da natação. Passei a correr mesmo somente em 2009.

Sabemos que você já venceu provas, recebeu prêmio… Chegar no nível que está, como o faz se sentir?

Na verdade corri apenas 27 maratonas na minha vida. E venci apenas uma delas.
Não sou atleta profissional. Sou amador. E os amadores não disputam provas. Nossa disputa é conosco mesmo. Tentando se autodesafiar, melhorar nossas marcas.

Como é o preparo para as provas? O condicionamento físico precisa de uma atenção diferenciada?

Uma maratona requer um bom condicionamento físico e um excelente condicionamento mental. Pois lá durante vários momentos você pode se questionar o que está fazendo ali ao invés de estar na praia com a família ou num bar com os amigos. A mente vai dominar o processo e te levará ao sucesso ou ao fracasso. Tendo treinado muito ou não fisicamente.

“Tinha uma fixação pelo Ironman. Não corria. Era da água, da natação. Passei a correr mesmo somente em 2009”

Frente a pandemia, como tem sido manter a rotina de maratonista?

Corri todos os dias que quis correr. Aumentar a imunidade é o segredo para evitar essa doença.

Quais os benefícios para a saúde de um maratonista?

Esporte não é algo saudável. Atividade física sim é saúde. Esporte de rendimento é conviver com dor, lesões, alegrias e frustrações também.

Ser maratonista é para todos ou para poucos?

É para todos. Todos que querem ser maratonistas poderão ser. Basta acreditar e treinar para isso. Só que não é fácil se privar de algumas coisas principalmente do ponto de vista social para atingir esse “título” de maratonista. Mas não é nada impossível não. Já vi todo tipo de gente completar uma maratona: obesos, deficientes físicos, idosos, basta querer e treinar o corpo e a mente para isso.

Acompanho sua rotina profissional e vejo que também atua no preparo de muitos maratonistas. Você é educador físico e, nos diga: essa paixão pelas maratonas foi antes da sua formação em educação física?

Sou professor de educação física formado pela UPE. Minha paixão vem pelo esporte. Sempre fui atleta. Trabalho com corrida há 7 anos e já fiz mais de 100 maratonistas. Agora a paixão pela corrida,…, é como dizem: “- foi o bichinho da Corrida que me mordeu”. E digo mais: “- a emoção da conquista ao cruzar o pórtico de chegada Pela primeira vez, independente da distância percorrida, se 5km ou uma maratona (42.2km), é a mesma”.

Nuno Trigueiro versus maratona é?

Bipolar (risos). Brinco que tenho duas posturas de acordo com as provas as quais escolho correr. Primeiro, corro pra tempo. Corro contra meu relógio. E aí é uma luta constante. Passo os 42km prestando atenção no ritmo, na hidratação, na alimentação, não olho nem para o lado e não falo com ninguém. Segundo, corro pra me divertir. Corro com o celular  batendo fotos, me divertindo, muitas vezes dando suporte aos alunos. Sem se preocupar com nada.

Nuno, gratidão por sua atenção e rica fala em nossa entrevista!

Eu que agradeço. Sempre que precisar estamos às ordens

enp
Dr. Elexsandro Araújo é Fisioterapeuta, Especialista em Saúde do Idoso, Diretor Clínico da EA Terapias Integradas HOME, Professor, Palestrante, Escritor, Colunista e Cantor.

Contato: elexsandroaraujo@outlook.com
Instagram: @elexsandroaraujo

Introdução… Andros Silva