Uma das mais tocadas na voz de Ney Matogrosso

03/08/2020 às 09:52 – Por Thaynara Portácio – O Povo

ney_matogrosso_e_cazuza_capa_widelg
Ney Matogrosso e Cazuza – Divulgação

Cantor, compositor e poeta, Agenor de Miranda Araújo Neto, o eterno Cazuza era um verdadeiro apaixonado por sua avó, Maria José. Desse grande amor surgiu um simples poema escrito por Cazuza, que em uma tarde o presenteou a Maria José.

Depois do falecimento de Cazuza, sua mãe Lucinha Araújo resolveu fazer um acervo com as coisas que pertenciam a ele. Lucinha sabia que a avó guardava com carinho o poema e resolveu pedi-lo para que fizesse parte do acervo. Mas a avó de Cazuza recusou, pois disse que não poderia entregar um presente como aquele.

Após o falecimento de Maria José, Lucinha recebeu uma caixa com alguns pertences, na qual estava o poema. Ela gostou muito do texto e ligou para Roberto Frejat (um dos fundadores da banda Barão Vermelho) perguntando se ele aceitava idealizar uma música a partir do poema.

Depois de passar a noite em claro, Frejat conseguiu transformar o poema em música. Entretanto, disse que ela ficaria perfeita na voz de Ney Matogrosso. Ney aceitou e a canção foi lançada em 1999 no seu álbum “Olhos de Farol”. Hoje, “Poema” é a música mais tocada na voz de Ney Matogrosso.