27/07/2020 às 00:08 – Por Andros Silva

adr
Adriana Silva. Foto: Arquivo pessoal

Adriana, minha irmã, fez domingo (26) idade nova. Isso me trouxe boas lembranças… Parece que foi ontem. A gente ficava até altas horas, para assistir aqueles filmes, anunciados na Globo de forma bombástica, cheios de efeitos. Era uma época sem esta tecnologia absurda e até meio sem graça dos dias atuais. Passávamos o dia esperando a noite chegar, se organizando e no momento do filme, na altura das 00hs, no primeiro intervalo comercial, estava eu lá, comentando a atração sozinho, com ela de olhos fechados, dormindo em sonho profundo. Muito tempo passou, as coisas mudaram, a vida nos apresentou novas companhias para dividir o sofá, a tela, os filmes, os mais variados comentários sobre a vida fictícia e a real. Adriana hoje casada, mãe e evangélica segue sua trilha com maestria. Mas uma coisa que nunca irá mudar, será o amor que conquistamos um para com o outro. Te desejo muita paz, saúde, prosperidades. Vida longa minha irmã, para você, para os seus. Te amo!