“Se eu soubesse que ele seria esse desastre não teria apoiado”, comentou em entrevista a coluna Leo Dias, do site Metrópoles, o deputado federal. Frota chama ainda Carlos, um dos filhos do presidente de “bunda frouxa” e Bolsonaro “covarde e frouxo” 

29/06/2020 às 20:56 – Por Andros Silva

frota
Alexandre Frota. Foto: Edilson Dantas/Agência O Globo

Alexandre Frota, ator que foi eleito na onda bolsonarista, não só ele, como muitos outros, incluindo o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC) e Luciano Bivar PSL-PE, ambos hoje “inimigos políticos” do atual presidente do Brasil, disse em entrevista a coluna Leo Dias, do site Metrópoles, que “se arrepende de ter apoiado Bolsonaro”.

“Se eu soubesse que ele seria esse desastre não teria apoiado. Ajudei a levá-lo a presidência, e ele, a me eleger, mas vou ajudar a tirá-lo. Seja agora, daqui a pouco, lá para frente. Vou fazer de tudo e vou trabalhar incansavelmente para que ele não seja reeleito. Aliás, sempre falou que era contra a reeleição. Bolsonaro é duas caras”, atacou o deputado federal.

Frota chama ainda Carlos, um dos filhos do presidente, de “bunda frouxa” e Bolsonaro “covarde e frouxo”.  “Quem menos gosto da família é o Carlos, que é um bunda frouxa. O Flávio e o Eduardo se completam. Se eu encontrasse Jair na minha frente, teria muita coisa para falar na cara dele, mas não sei se ele teria coragem de ouvir, porque ele é covarde e frouxo”, disparou.