Valor da mão variava entre R$ 20 e 40 reais. O Blog do Andros também encontrou muita gente sem máscaras, inclusive vendedores e pessoas do grupo de risco

23/06/2020 às 14:13 – Por Andros Silva

milho-bb
Foto: Andros Silva

Foi grande a movimentação em Jaboatão Centro na manhã desta terça-feira (23) véspera de São João. O pátio localizado em frente a galeria Yapoatan Center, estava tomado por carros, chegando a impossibilitar a passagem até de motocicleta. No espaço do milho, na altura da ponte que dá acesso ao bairro de Santo Aleixo, BR 232, o valor do alimento típico, indispensável para a noite de hoje e procurado pela a maioria dos transeuntes, variava. Era possível encontrar a mão por R$ 20 e 40 reais. “Este de quarenta acabou de chegar, foi quebrado agora pouco, é o melhor que tem aqui na região, vale a pena comprar”, gritava para atrair e convencer os clientes, um dos vendedores. “O milho aqui tá bom mesmo, eu achei este aqui um pouco caro, mas quando ele mostrou, vi que estava verdinho, bom para cozinhar, vou levar uma mão e dividir com meus filhos”, disse seu Severino, 68 anos, ao Blog do Andros, concordando com o comerciante. 

praca-11Sem máscaras… Na rápida passagem do Blog por Jaboatão Centro, foi possível constatar também muita gente sem o acessório. Apesar da foto mostrar em destaque pessoas com máscara, muitos do grupo de risco trafegavam e conversavam nos bancos da praça Nossa Senhora do Rosário sem se importar com as recomendações das autoridades de Saúde. Crianças, jovens, adultos e até comerciantes de milho, eram vistos a todo momento sem encobrir o rosto com o item de proteção.

Bom exemplo… Visitamos também alguns dos estabelecimentos comerciais. Os visitados estavam respeitando as recomendações, fornecendo álcool na entrada para a higienização das mãos e limitando o acesso, além de organizar as filas que se formavam em frente as lojas. Parabéns.