O ex-vereador Fernando Moreira de Lima, mais conhecido, politicamente, como Fernando Gordinho, concedeu entrevista ao Blog do Andros e falou sobre o cenário atual da política jaboatonense

17/06/2020 às 15:10 – Por Andros Silva

fernando1
Fernando Moreira de Lima/Divulgação

Na noite da terça-feira (16), enquanto a chuva caia forte nas plantas do meu quintal e o vento frio adentrava o quarto via minha janela aberta, conversei por WhatsApp com Fernando Moreira de Lima, mais conhecido, politicamente, como Fernando Gordinho.

Numa conversa, que teve início às 21:38, finalizando às 00:03 desta quarta-feira (17), o ex-vereador de Jaboatão, de grande credibilidade e influência no meio político, avaliou a gestão Anderson Ferreira, relembrou as atuações da atual administração e das anteriores no bairro de Cavaleiro, comunidade onde mantém forte representatividade, falou sobre as falhas cometidas pelo vereador Adeildo da Igreja à frente da presidência da Câmara e apontou as diferenças da sua para a legislatura que hoje atua na Casa Vidal de Negreiros, mas conhecida como Câmara de Vereadores do Jaboatão dos Guararapes.

No papo, Moreira, ou Gordinho, como preferir, explicou ainda a sua relação com o PSD do deputado federal André de Paula, e do carinho que nutre por Levy Fidelix (presidente nacional do PRTB).

Quando questionado se o PSD, que agora integra a leva de partidos favoráveis a reeleição do prefeito Anderson Ferreira, teria freado a oposição antes ferrenha do vereador Márcio do Curado, líder da sigla no município, o coordenador do Movimento Popular Jaboatão Que Nós Queremos (MPJQ), evitou se aprofundar no assunto.

As suas badaladas enquetes políticas e o desentendimento do pré-candidato Silvio Costa com um dos seus assessores, justamente por causa de uma das enquetes, também foram abordados durante o papo.

anuncio-whats

Andros Silva – Boa noite Fernando. De onde tecla?

Fernando Moreira – Socorro, Jaboatão dos Guararapes.

É onde mora?

Sim.

Natural de Jaboatão dos Guararapes, Fernando?

Não, sou de Bezerros, a Terra do Papangus, nasci no Hospital Jesus Pequenino e morava no Sítio Jurema.

E quando veio para Jaboatão? Como se deu a escolha da cidade? Chegou a nossa terrinha ainda criança?

Na década de 1980, trazido pelo meu herói, meu pai, Sebastião Moreira de Lima, o velho Jacó da Jurema, era comerciante na antiga feira velha, em Caveleiro, depois veio para a central de abastecimento Teófilo Pereira de Lima, (Mercado de Cavaleiro), foi um dos seus fundadores. Sou eternamente grato a Cavaleiro.

O senhor mantém uma boa relação com o bairro, é visível. Em suas redes sociais, está sempre mostrando a comunidade. Como ficou o bairro na gestão Anderson Ferreira, melhorou, piorou? Qual sua avaliação das ações desta gestão na área?

Piorou muito, Cavaleiro sempre foi tratado com desprezo, sempre sofreu muito com todas as administrações, para ser justo, nos governos de Severino Claudino, Geraldo Melo e Fernando Rodovalho, tiveram uma melhor atenção. Neste governo atenção zero.

anuncio-sandrop
O mesmo aconteceu com a gestão anterior? Elias Gomes também não teria deixado um bom “legado” para os moradores de Cavaleiro?

Trabalhou um pouco, principalmente no bairro de dois Carneiro Baixo, mas abandonou as lideranças, não concluiu a Maternidade (Rita Barradas em Sucupira) e não fez a reforma do mercado (de cavaleiro) e nem a revitalização da feira livre.

O senhor diz que os prefeitos Severino Claudino, Geraldo Melo e Fernando Rodovalho “tiveram uma melhor atenção” com Cavaleiro. O que deixaram de bom para o bairro as gestões citadas?

Claudino não é do meu tempo, mas a história fala que ele calçou todo Cavaleiro na época. Geraldo construiu o Mercado de Cavaleiro e investiu na cultura do distrito. Rodovalho foi com o projeto de iluminação, e as grandes festas juninas, além de valorizar as lideranças locais.

O senhor chegou a ter contato com Geraldo Melo? Como era a sua relação com o homem que até hoje é lembrado como um ótimo gestor?

Pouco, mais tive, um homem corajoso, destemido e empreendedor. Um político vocacionado. Justo com os amigos e sempre foi em busca de transformar inimigos políticos em amigos. Foi deputado estadual e federal. Segundo a história, quase que seria vice governador (de Pernambuco).

Com Rodovalho o senhor teve mais contato, certo? Foi um bom prefeito para Jaboatão?

Foi leal aos amigos, acima da média. No primeiro ano de governo foi tão exitoso (bem-sucedido) que conseguiu a reeleição.

Anderson Ferreira anunciou recentemente a retomada da obra da Maternidade Rita Barradas. Em entrevista a Rádio Jornal, o prefeito disse que entregaria o equipamento de suma importância para os jaboatoneses ainda este ano. O senhor acredita na promessa?

O que me surpreende é ele só enxergar a importância desta e outras obras no final do seu desgoverno. Olha, ele está chegando a mais de 44 meses de desgoverno e só agora entendeu que esta e outras obras são importantes? Estar mais para o prefeito Mágico.

Seria manobras eleitoreiras? É isso?

Obras puramente eleitoreiras. Na verdade ele tem pesquisas semanais e sabe da sua rejeição, com isso que ganhar as eleições com essas obras às pressas e eleitoreiras.

ladyfitness3pMas o senhor acredita que ele entregará a Maternidade ainda este ano, como prometido?

Vai entregar de todo jeito, como entregou o hospital de campanha, com cinco respiradores e sem UTIs.

Ele garante que está tudo certo com o Centro de Triagem e Tratamento do Coronavírus (CTTC) o senhor não acredita?

As denúncias são fortes, me chegaram denúncias que sábado e domingo não funciona. Segundo denúncias de pré-candidatos a prefeito e vereadores da oposição, os investimentos ali vão passar de trinta milhões, isto é um absurdo. A limpeza urbana do município comprometida, ontem (segunda-feira/15) não tivemos coleta em Jaboatão Centro. Inclusive onde eu moro. Denúncias de pessoas, e de lideranças, é que as empresas não estão recebendo. Aqui na nossa comunidade tem uma Unidade de Saúde da Família fechada a aproximadamente dois anos. Pagam um aluguel de um imóvel aqui a mais de um ano e deixam fechado. Isso se chama incompetência.

E qual seria o valor ideal para ser investidos num equipamento como o CTTC? Deixando pronto para oferecer um bom atendimento aos que necessitam?

Não tenho nem ideia, mas com certeza esses valores são muito altos. Poderíamos ver quanto vai ser gastos em outros, a exemplo do Cabo. Cabo me parece que são dois. Jaboatão deveria ter no mínimo quatro.

Com isso o senhor quer dizer que estaria super faturados? É isso?

O Tribunal de Contas no final vai dizer. O do complexo (administrativo), segundo o tribunal, estava. Não faço denúncias levianas e nem sem provas. Nós do Movimento Popular Jaboatão Que Nós Queremos (MPJQ), fizermos mais de 12 sugestões para o Sr. prefeito e para o presidente da Câmara de Vereadores e não recebermos uma vírgula de resposta.

Mas o presidente do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), conselheiro Dirceu Rodolfo, esteve, visitando, a convite do prefeito, as instalações do Centro de Triagem e Tratamento para o Coronavírus. Isso não é uma prova que anda tudo certo no local?

Foi convidado e fez uma visita, normal.

Mas convenhamos que um gestor, em meio a denúncias da oposição, convidar o presidente do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, é uma ousadia, mostrando para os demais que nada tem a temer, concorda?

Jogada de marketing. Eles são proficiências e muito inteligentes.

fernando3Eles quem?

Os Ferreiras. O deputado Manoel Ferreira está no oitavo mandando de deputado, André (Ferreira, irmão do prefeito do Jaboatão) foi vereador da capital, deputado estadual e deputado federal, o prefeito de Jaboatão, deputado federal. São muito inteligentes.

Anderson Ferreira tem fama de não dá atenção as lideranças comunitárias, é isso mesmo? Qual a importância das lideranças para um político?

Verdade, são as lideranças que estão na ponta, nas comunidades mais carentes, longe do governo municipal. São elas quem sentem a dor e o sofrimento do povo de imediato, por isso defendermos investimento nestas pessoas, capacitação e formação de novas lideranças. Já dizia Dr. Miguel Arraes e Eduardo Campos: “Quem escuta o povo, erra menos”.

O senhor tem lançado enquetes nas redes sociais. Elas tem fortes influência no meio político, tanto que gerou até um desentendimento do pré-candidato a prefeito Silvio Costa com um dos seus assessores. Porque as suas enquetes possuem tamanha importância e como classifica o comportamento de Silvio?

Acho que a credibilidade do nosso trabalho e o respeito as pessoas. Em relação a Silvio, acho que ele não entendeu que era uma enquete, em uma enquete as pessoas tem que se mobilizar mesmo, ele gostaria que fosse uma coisa mais espontânea sem a mobilização do grupo dele. Foi isso que eu entendi.

O senhor estava no PRTB, a ideia era concorrer a Prefeitura do Jaboatão. Mudou de sigla, foi para o PSD, mudando também o projeto, se apresentando agora como pré-candidato a vereador. Fale sobre essas mudanças!

Continuo no PRTB 28.

Não foi para o PSD?

Realmente tentamos ir para o PSD, gosto do deputado André de Paulo (presidente estadual do partido) um político sério e muito comprometido com as famílias e com Pernambuco. Conheço há mais de trinta anos. Admiro atuação do vereador de oposição e presidente do PSD 55 municipal, vereador Márcio dos Curados. Mas tenho também um carinho especial por Levy Fidelix (presidente nacional do PRTB) e pelo pastor Edinazio (presidente estadual). Fui para o PSD de fato e depois de fato e de direito, continuamos onde estávamos, no PRTB 28. Mas tenho carinho e admiração por toda família do PSD 55.

fernando2
Divulgação

já que o senhor é muito ligado ao PSD, seria possível explicar? A sigla resolveu apoiar a reeleição do prefeito Anderson Ferreira, Márcio do Curado, vereador que se orgulha do título de líder da oposição em Jaboatão, é presidente do partido no município. Como entender essa confusão? Márcio também não é mais um ativo opositor, ferrenho, como antigamente, o diretório estadual teria freado o parlamentar?

Difícil de explicar, mas como não sou filiado lá, não gostaria de falar sobre esse assunto. Acho que o vereador Marcio conseguiu montar uma excelente chapa proporcional e tenho certeza que na hora certa ele saberá o que é melhor para a nossa cidade.

Entendo, então vamos falar, nestes momentos finais da nossa conversa, sobre a Câmara de Vereadores? O senhor já foi vereador. Qual a diferença da sua para a legislatura atual?

Quando estive vereador, a Câmara era muito mais próxima das lideranças comunitárias, os vereadores da época tinha mais vocação, carinho pela coisa pública. Hoje, com raríssimas exceções, os vereadores estão se comportando como lideranças comunitárias, ao invés de investir nas lideranças, sufocaram elas e desmotivaram. Alguns andam agindo como lideranças comunitárias e empregados do prefeito.

Adeildo da Igreja está fazendo um bom mandato à frente da presidência da Câmara?

É um excelente vereador, mas como presidente da Câmara, está deixando muito a desejar, mas não é coisa fácil administrar a casa Vidal de Negreiros.

Quais são as falhas cometidas pelo presidente, em seu ponto de vista, Fernando?

A não construção do prédio da Câmara, a não indecência do Poder Legislativo, e não ter mudado o regimento da casa, esses são alguns, além da falta de transparência.

Fernando, muito obrigado por reservar um tempo para conversar com o Blog. Para finalizar, gostaria de deixar um recado final para os nossos leitores?

Eu que lhe agradeço pelo respeito e reconhecimento do nosso trabalho, pela oportunidade de participar dessa entrevista. Sou um admirador do seu trabalho, és um vocacionado, um empreendedor da notícia.