16/06/2020 às 10:30 – Por Andros Silva

35960096120_58bcc8a972_bSe o Rei do Baião, Luiz Gonzaga, estivesse entre nós, em sua versão física, acredito que estaria triste.

O mestre, natural de Exu, iria vivenciar um dos momentos mais lamentáveis das festas juninas, nunca imaginável nem pelo melhor autor de ficção científica.

Seria duro para o “Véio” Lua ver seu povo isolado, seus colegas artistas longe dos palcos, as ruas sem fogueiras e os jovens proibidos de soltar fogos, longe das tradições, perto das lives, a maioria sem laços com o verdadeiro São João.

A fogueira este ano não estará queimando em homenagem a Gonzagão, que esta triste realidade não se repita em 2021.