29/05/2020 às 23:20 – Por Andros Silva

boavista
Foto: Andros Silva

Câmera na mão, lágrimas nos olhos. Não foi fácil clicar a Ponte da Boa Vista em plena tarde de quinta-feira (28), assim, deserta. Quantos momentos felizes já vivenciei neste pequeno, grande espaço. No ápice de apertar o botão e eternizar o momento, ficou quase impossível não lembrar da enorme, alegre e boa aglomeração vista no sábado de Zé Pereira, quando o imponente Galo da Madrugada ocupa a ponte vizinha… São tempos sombrios, difíceis, que todos nos esperamos com ansiedade a hora de findar.