24/05/2020 às 16:47 – Por José de Siqueira / Colunista Blog do Andros

chuva-de-vidro-flor-natureza-janela-molhada_121-68165
“Longe de ser inverno é primavera, faz renascerem as flores”. Imagem/Freepik

Hoje chove, uma chuva fina, continua, pingos pequenos, pequenininhos, garoa molhando a terra, o coração da terra, respingos que sobram da molhação do céu, água vinda do paraíso, caindo pelas nuvens, não das nuvens, entristecidas pela tristeza dos homens, mas como fluido do coração de Deus, chuvança que irriga a alma da natureza fazendo-a cantar feliz, alegremente, na voz dos pássaros, dos grilos, das cigarras, da saparia, em coro com a orquestra das rãs e gias, esplendor de contentamento e vida, que espanta a nostalgia, saudade dos que se foram sem querer ir, e sem pedir licença, e planta a esperança de que é possível o reencontro após a partida, que as separações com aparência de eternas, partidas rumo ao infinito, ao desconhecido, não são definitivas
como parecem.

Deixemos que a felicidade desse dia entranhe-se e viceje em nossa alma. Somos parte da natureza que se alegra toda. Creiamos em Deus, caminhemos na chuva, deixemos que lave e cicatrize nossas chagas. Hoje é novo dia. Deus quer que seja um dia feliz. Longe de ser inverno é primavera, faz renascerem as flores.

josesiqueirasobre
José de Siqueira Silva é Cel da PMPE,
mestre em Direito pela UFPE e
professor de Direito nas faculdades
IPESU e FOCCA

Contato: jsiqueirajr@yahoo.com.br