Leia o que diz o professor universitário e advogado Luciano Santana

16/05/2020 às 18:06 – Por Sidha Moitinho / Colunista Blog do Andros

prof
Professor Luciano Santana. Foto: Arquivo pessoal

Professor Luciano Santana, é uma pessoa encantadora, um professor de excelência, tive a alegria e a honra de ser sua aluna em Direito Empresarial. Além de professor universitário, ele é advogado, consultor jurídico, palestrante e Mestre em Ciências Jurídicas… Mestre Luciano Santana é um homem reflexivo, de bons sentimentos para com o próximo e para com a sociedade em toda sua amplidão.

Recordo do Professor Santana, compartilhando com os alunos a importância de seguirmos em frente, superando obstáculos e, de nos mantermos na direção certa aonde o sucesso e a grata alegria das conquistas nos esperam. Só tenho a agradecer ao Mestre Luciano, meu querido professor, os momentos que desfrutei nas suas aulas, recendo seus ensinamentos referentes ao Direito empresarial, bem como seus conselhos motivacionais.

O texto a seguir é de autoria do Mestre Luciano Santana. Ao lê-lo contemplei que seria enriquecedor compartilhar com nossos leitores que estão sempre ávidos por novos conteúdos que abracem suas almas e os motivem a viver melhor através de mais informações positivas e conhecimentos produtivos.

Texto

pp
“Para combater a ansiedade, algumas atitudes e bons hábitos podem ser exercitado neste momento de isolamento social”, diz o professor. Foto: Arquivo pessoal

Ansiedade é o um estado de preocupação e angústia. Por vezes, a ansiedade é associada com o medo do isolamento, à solidão, a emoções inesperadas, pois, trata-se de sintomas parecidos. O processo de isolamento social como alternativa de combate a covid-19, se tornou um combustível negativo nas emoções e sentimentos das pessoas. Por conseguinte, impulsionou, consideravelmente, a ansiedade pela falta de contato social e ausência da agitada rotina do dia a dia.

Não é demais lembrar os ensinamentos de Aristóteles: “O homem é um animal social”. Neste contexto, a ansiedade provocada pela reclusão social tem sido a causa de queixas e relatos desesperadores da sociedade. Somos digitais, mas ainda estamos presos ao mundo analógico, onde o contato pessoal, o abraço, aperto de mão, uma roda de conversa, são indispensáveis para o equilíbrio pessoal. Ou seja, apesar de estarmos mais conectados por conta do isolamento social, isto não é suficiente para mantermos o equilíbrio emocional e o controle da ansiedade, e aí vem o lado negro da ansiedade: A ANSIEDADE NEGATIVA.

Uma explosão de sentimos negativos, de “pré-ocupação” (termo a designar ocupação desnecessária) que sufoca a proatividade, são algumas consequências da ansiedade negativa. Para tanto, uma pergunta a ser respondida: “Em tempos de isolamento social, como se manter longe da ansiedade negativa?”. Conforme dito, a ansiedade é um sentimento de preocupação e de angústia, em seu significado original (latim “Anchieta”). Logo, para que possamos controlar a ansiedade, especialmente, aniquilarmos a ansiedade negativa, algumas atitudes precisam ser tomadas e hábitos gerados: O poder do hábito sadio, reiterado em nossa rotina, transforma-se em uma defesa natural contra a ansiedade negativa. Cultivá-los é formar “anticorpos mentais” que destruirão a ansiedade negativa.

Para combater a ansiedade, algumas atitudes e bons hábitos podem ser exercitado neste momento de isolamento social: 1º Alimente sua mente, não apenas o corpo: fuja do trivial, do profissional. Seja uma pessoa plural, alimentando sua mente com novos temas de livros e seguimentos. Evoluir alinhando outras áreas do conhecimento é fundamental para afastar a ansiedade negativa. Permita-se assistir outras categorias de filmes, ouvir outro estilo musical. Enfim, permita que sua mente esteja alimentada por outras fontes também.

“O processo de isolamento social como alternativa de combate a covid-19, se tornou um combustível negativo nas emoções e sentimentos das pessoas”

2º É preciso aceitar que não podemos controlar nem influenciar tudo ao nosso redor. A ansiedade negativa explode em nós o sentimento de incapacidade. Logo, uma dica simples para afastar este sentimento, é analisar o momento como se estivéssemos com três potes em nossa frente. Pote 1: está cheio daqueles momentos que temos controle e podemos influenciar como, por exemplo, exercitar o corpo com o objetivo de perder peso. Neste pote, eu tenho o controle da situação e posso influenciar. A ansiedade aqui é positiva. Pote 2: há situações que não tenho o controle, mas posso influenciar. É o caso do professor. Ele não tem o controle do aluno nas atividades que passou fora da sala de aula, mas ele pode influenciá-lo a manter o foco, estimulá-los numa meta para um objetivo futuro. Neste pote, apesar da ausência do controle, ainda somos úteis. Pote 3: Ele está cheio da ansiedade negativa. Nele não posso controlar nem exercer influência, por isso, não posso me deixar dominar por ele. É exemplo deste pote, a variação do dólar, a queda do Real frente ao Euro. Não tenho controle. Não posso abrir este pote. Assim, sempre diante de uma situação de ansiedade pergunte: “qual o pote de ansiedade está surgindo na minha frente?”.

3° Crie uma rotina para coisas boas, que te façam bem. Ao contrário do que muitos pensam, é nos dias ruins, difíceis que a manutenção da rotina extermina a ansiedade negativa. Perceba, se você teve um dia mal, e na sua rotina está ir à igreja, local onde você encontra inspiração, espiritualidade, tranquilidade, motivação, por que deixar de ir ao culto? Você vai jogar fora a oportunidade de eliminar a ansiedade negativa. A rotina, ainda que o dia não tenha sido dos melhores, motiva e cria “anticorpos mentais” (vamos usar essa analogia), para exterminar a ansiedade negativa. Mantenha a rotina nas coisas que te fazem bem. Muitas são as sugestões para eliminarmos a ansiedade negativa nos dias de isolamento, não sendo possível descrever todas neste texto, contudo, uma última sugestão é fundamental:

4° Poupe seus lugares de descanso. Lhe pergunto: “Em qual lugar, cantinho da sua casa, você se sente renovado? Você sente que a bateria foi recarregada? Pois bem, poupe esse lugar de refúgio, não levando para ele “pré-ocupação” que eleva ou alimenta a ansiedade negativa. Neste lugar, desconecte de tudo. Proteja seu refúgio. Enfim, a ansiedade negativa gera uma “pré-ocupação” desnecessária, uma sensação de falsa produtividade e falsa sensação de impotência. É preciso administrá-la, eliminando de nossa rotina. Em dias de isolamento social, a ausência da rotina de trabalho, escola, reuniões, convívio social etc., pode ser um combustível para a instalação da ansiedade negativa.

Perceber na nossa rotina, qual o pote de ansiedade está se apresentando naquele momento, nos ajudará a combatê-la e controlá-la. As sugestões aqui apresentadas são simples, podendo ser exercitadas por qualquer pessoa. Afinal, “Somos todos digitais, mas nunca deixaremos de ser gente que necessita de gente” (SANTANA, Luciano. “somos todos digitais”, palestra, Recife/PE).

sidhanovap
Sidha Moitinho é uma baiana que cresceu em Brasília, apaixonada por Pernambuco, mora em Jaboatão dos Guararapes há mais de 18 anos, cidade que ama e pela qual luta.

É comunicadora social, bacharel em teologia, pastora, cineasta, coordenadora literária e escritora. Sidha ama escrever para crianças, atualmente vem promovendo seu conto infantil ‘Paulinho e o Vento’.

Contato: sidha.moitinho@gmail.com