O Prof. Dr. Douglas Monteiro, nos fala sobre algo bastante relevante nesta fase de isolamento… Produtividade. Nesta matéria, entenderemos como lidar com este desafio

30/04/2020 às 23:10 – Por Elexsandro Araújo / Colunista Blog do Andros

douglas
Prof. Douglas Monteiro/Doutor em Neurociências. Foto: Divulgação

Em tempos de isolamento social um dos grandes desafios da maioria das pessoas é lidar com sua própria mente e emoções produzidas por ela. A mente é a parte abstrata do cérebro, onde são produzidos os pensamentos, criados os planos e guardadas as memórias. Memórias estas que são produzidas através de informações recebidas ou criadas ao longo da vida, isso mesmo, que são criadas. Pode-se criar memórias através da imaginação, através da repetição de informações recebidas ou de forte impacto emocional. Sendo assim, a mente pode ser usada como a mão por exemplo, podendo realizar boas ações ou fazer o mal.

O primeiro e grande desafio para quem deseja tornar sua mente produtiva e positiva é trazer consciência e sair do automático, pois assim como realizamos atividades motoras como caminhar de forma automática, sem ter que ficar pensando no passo a passo, também temos comportamentos automáticos que são desencadeados a partir de estímulos específicos recebidos, por exemplo, quem nunca disse para si mesmo que nunca mais teria aquele tipo de comportamento e quando pensou que não, estava lá fazendo tudo de novo?

Para tentar lidar melhor com sua mente é importante entender que você não é seus pensamentos. Você não pode impedir que algo passe pela sua cabeça, pode? Mas, pode impedir que esse pensamento se desenvolva e desperte emoções negativas. Assim como não pode impedir que um pássaro sobre voe sua cabeça, mas pode impedi-lo de fazer um ninho. Então, perceber o pensamento ou estímulo inicial pode te ajudar a impedir um processo que desencadearia ansiedade, por exemplo.

“Em tempos de isolamento social um dos grandes desafios da maioria das pessoas é lidar com sua própria mente e emoções produzidas por ela”

O ato de trazer consciência é estar presente no agora, focar no que está fazendo e parar de pensar em problemas, coisas a resolver, futuro e etc. Entretanto, deixo-te avisado que a mente tentará por várias vezes fugir e percebendo isto (consciência) traga-a de volta, este princípio nada mais é, do que a base da meditação. É importante ressaltar que fala-se muito sobre a íntima relação entre a mente e o corpo, onde uma mente que produz pensamentos e emoções negativas pode acarretar em somatização, problemas físicos de origem emocional, ou que uma mente positiva pode auxiliar na manutenção da saúde. Porém, pouco se fala de como o corpo pode influenciar na mente.

Alguns estudos falam que alguns exercícios simples como assumir durante alguns minutos posturas corporais altivas, com expressões faciais positivas poderiam ajudar a produzir boas emoções, por exemplo, o que pode ser usado como mais uma forma de lidar com a mente. O fato é que não há mente que não seja produtiva, o nosso cérebro está em atividade até quando dormimos, a prova disso são os sonhos. A questão é, o que a mente tem produzido é positivo ou negativo? Napoleon Hill afirma que: “Um impulso de pensamento pode ser transformado numa contrapartida física, mediante a aplicação de princípios bem conhecidos”. Sendo assim, o mais importante não é ter uma mente produtiva, mas saber se o que ela produz é positivo.

Você atrairá a realidade física daquilo que pensa e fala, seja positivo ou negativo, desta forma pode voluntariamente usar o poder da mente ao seu favor utilizando-se da autossugestão, repetir afirmações positivas sobre o que você é, faz e tem, até que a sua mente crie conexões neurais forte suficientes que farão diferença em sua vida.

epnova
Dr. Elexsandro Araújo é Fisioterapeuta, Gerontólogo, Mestrando em Gerontologia, Diretor da Terapias Integradas Home, Professor, Palestrante, Escritor e Colunista.

Contato: elexsandroaraujo@outlook.com