11/04/2020 às 20:18 – Por Andros Silva

images (2)
Neco/Divulgação

O Blog do Andros entrou em contato com o ex-vereador Neco em busca de respostas sobre a suposta desistência de sua pré-candidatura a prefeito do Jaboatão, notícia que tomou conta das primeiras páginas dos blogs especializados e vem movimentado as redes sociais.

Por telefone, no início da tarde deste sábado (11), enquanto ouvia a Rádio Jornal, Neco disse estar em quarentena total (até por fazer parte do grupo de risco) e se mostrou incomodado com o isolamento causado pelo coronavírus. “Este isolamento miserável está me deixando doido”, comentou.

Sobre o que teria levado a retirar o seu nome da disputa ao Executivo nestas eleições, Neco disse que preferia falar pessoalmente, pois assim conseguiria explicar com mais detalhes, mas em tempos de reclusão por causa do vírus, tentou resumir e adiantou que foi intimado pela família a deixar o pleito.

“Na verdade a desistência foi uma intimação da família e a família falando tá falado é a maior autoridade, nessa terra depois de Deus pai, todo poderoso. Eu sou de andar muito, treloso, de está nas comunidades, (se referindo a preocupação dos familiares com sua saúde, em relação ao contágio do Covid-19).

Questionado se a desistência teria alguma relação com a possível aproximação com os Ferreiras, de olho na campanha do seu filho Necão a vereador, Neco negou. “Isso não me faz à cabeça, tenho 40 anos (de vida pública) sempre despojado de quaisquer vaidade”, disse.

Referente aos rumores da ida de seu filho ao PSC, sigla comandada pelo deputado federal André Ferreira, irmão do atual prefeito de Jaboatão, falou… “A gente vai entrar ainda nas definições das filiações partidárias e terei a certeza absoluta do que está acontecendo com ele. Desde quinta-feira passada não vejo ele e também não quero colocar minhoca na cabeça dele, foram 8 mandatos de vereador e um de deputado, eu sei o quanto dói essas definições na cabeça da gente”, finalizou.