10/04/2020 às 00:19 – Por Sidha Moitinho / Colunista Blog do Andros

fi
Tatiana Florentino. Foto: Divulgação

Tatiana Fiorentino é belíssima! Uma mulher de fortes aspirações, muito delicada e é também uma artista talentosíssima. Ela tem um lindo propósito de vida que é valorizar e cuidar de pessoas através do amor de Cristo. É intenso estar perto de uma mulher tão especial! Desde adolescente, Tatiana Fiorentino compreendeu que todos nascemos com uma missão e que Deus nos dirige para realizá-la por meio do Espírito Santo, que é o diretor na nossa arte de viver: uma vida com o propósito divino.

Ela nos conta que sempre foi muito dinâmica, iniciando sua agenda de compromissos aos 13 anos de idade. Nessa época, já fazia vários cursos de artes ao mesmo tempo, o que a tornou uma multiartista. Na juventude, seu anseio por cuidar de pessoas a levou para a área de saúde, como enfermeira teve uma longa trajetória. Alegremente, nossa entrevistada recorda: “os pacientes tinham muito carinho por mim, havia muito amor envolvido no meu cuidado para com meus pacientes. As pessoas sabem quando somos sinceros e sentimos amor por elas. Eu ganhava muitos presentes dos meus pacientes. (Risos). Eu não ficava sem ovos de Páscoa.”

Aliás, a Páscoa está chegando, tempo em que o mundo religioso costuma relembrar de muitas formas a graça e o amor de Deus através do Salvador. Mas a melhor maneira de lembrarmo-nos da obra vicária do Cristo é aceitar Sua salvação e Senhorio. O Mestre entregou Sua vida para garantir a nossa vida eterna. Eu e Tatiana confessamos a mesma fé e, por isso, não vamos perder a oportunidade de exaltar a Cristo.

Tatiana foi dirigida por Deus para morar na Itália, onde viveu por esplêndidos quatro anos, conheceu outros países europeus e diz que só voltou ao Brasil porque Deus, também, deu ordem pra ela regressar com o propósito de lhe dar um grande livramento de morte. Hoje está claro para ela qual foi o livramento recebido em obediência ao comando divino: O CORONAVÍRUS estava a caminho.

ma
Tatiana Fiorentino em 2019 lançou o primeiro Calendário do Projeto Mãos Que Semeiam 2020. Foto: Divulgação

Eu sou testemunha da veracidade do seu testemunho, ela o compartilhou comigo entre julho e agosto do ano passado, ainda sem saber direito do que Deus a havia livrado. Quando ninguém, sequer em pesadelo imaginava o que estava para acontecer no mundo e, em especial, na Itália, Deus já estava na frente protegendo a vida da sua filha. Glória a Deus!

A multiartista, Tatiana Fiorentino foi premiada na Itália com sua obra: óleo sobre tela, titulada: MANI CHE SEMINANO-Mãos Que Semeiam. O quadro foi ofertado ao hospital italiano_CEAV-Cancro e Assistenza Volontaria- ONLUS. Logo após seu retorno a artista também foi premiada em um concurso promovido pela NAZA, aqui no Brasil, onde apresentou o protótipo funcional para a limpeza dos oceanos: um barco que possui uma esteira que suga o lixo do mar, o compila e o armazena para posterior recolhimento, operado remotamente por uma torre de comando.

Tatiana Fiorentino em 2019 lançou o primeiro Calendário do Projeto Mãos Que Semeiam 2020, que tem como objetivo homenagear e reconhecer o trabalho de pessoas que dedicam suas vidas semeando o amor do Redentor e ao próximo. Tive a honrosa oportunidade de participar desse projeto em sua primeira edição.

A multiartista não para, nesse exato momento de dificuldade que todos nós atravessamos, ela está ajudando pessoas solitárias a passarem pela quarentena da forma mais serena possível com o Projeto – Sua Vida é Preciosa – Atendimento online e gratuito de coaching. Gostaria que você viesse comigo para o bate de bola com essa grande mulher.

f-s
Tatiana Fiorentino e Sidha Moitinho

Sidha Moitinho: Como surgiu a inspiração para o Calendário Brasil/Itália no Projeto Mãos Que Semeiam?

Tatiana Fiorentino: A inspiração veio de Deus, Ele é minha fonte de inspiração!

Ano passado você lançou o Projeto: Mãos que Semeiam com a participação das mulheres. Ano que vem, você trará a versão masculina?

A divina inspiração que recebi desse Projeto, estão incluídos homens e mulheres, no ano passado não foi possível a presença dos homens, porém no próximo Calendário, que já estou preparando, serão homenageados e reconhecidos homens e mulheres.

O que as mulheres homenageadas no primeiro Calendário têm em comum?

Vi, em cada uma delas, grandes semeadoras. Mulheres determinadas a fazer o bem e que lutam por isso. Cada uma se tornou muito especial para mim, pois, realmente, trabalham para ajudar o próximo.

Qual o objetivo em unir o Brasil e a Itália em um único projeto?

Acredito muito no potencial do povo pernambucano, a nossa cultura é muito rica! Temos muitas experiências para trocarmos com a Itália que é considerada o berço das artes.

“A inspiração veio de Deus, Ele é minha fonte de inspiração”

Você pensa em levar as brasileiras para a Itália com esse projeto?

Sim, seria uma troca inversa, agora tivemos as italianas no Brasil e quando o nosso Projeto for para a Itália, levaremos as brasileiras. Inclusive, têm muitas profissionais italianas, querendo morar aqui no Brasil para conhecer a cultura pernambucana.

O que você acha de falar para nossos leitores do seu canal no YouTube?

Meu canal, “ELA TA-TI CONVIDANDO!” Comecei agora, tenho dois vídeos postados; estou Produzindo outros. Além de orientações para este momento virei também com entrevistas.

Que demais! O Nome de seu Canal nasceu do modo como as pessoas te tratam carinhosamente. “ELA TA- TI CONVIDANDO!”… Sua vez de fazer seus agradecimentos.

Gostaria de agradecer, em primeiro lugar, a Deus por tudo o que Ele tem feito e por tudo que irá fazer. Agradeço, em ordem alfabética, a todas, queridas participantes, mulheres guerreiras e determinadas: Adriana Barros, Anne Gabriel, Claudia Correia, Claudia Montes, Ednete Miranda, Giulia Odorizzi, Luzia Heroinas de Tejucupapo, Livia Simone, Katia Fisher, Milca de Paula, Margareth Paraiso, Magali Ribeiro, Patricia Muniz, Sidha moitinho, Vera Priori, Vanessa Krauss e Vitoria do Monte. Agradecimentos Especiais por representarem a Itália… Giulia Odorizzi e Surya Mirelle, Katia Fisher, da Inglaterra e a Helena Sturiale.

sidhanovap
Sidha Moitinho é uma baiana que cresceu em Brasília, apaixonada por Pernambuco, mora em Jaboatão dos Guararapes há mais de 18 anos, cidade que ama e pela qual luta. É comunicadora social, bacharel em teologia, pastora, cineasta, coordenadora literária e escritora. Sidha ama escrever para crianças, atualmente vem promovendo seu conto infantil ‘Paulinho e o Vento’.

Contato: sidha.moitinho@gmail.com