“DEUS É BRASILEIRO, DEUS É BRASILEIRO, DEUS É BRASILEIRO”…

21/03/2020 às 12:18 – Por José de Siqueira / Colunista Blog do Andros

deus
Foto: Reprodução do site Hardstand

Deus é brasileiro, havemos de repetir muitas vezes essa expressão na esperança de que Ele acredite que é mesmo brasileiro. Precisamos de um milagre urgente no Brasil no tocante ao coronavírus.

Deus, apiada-te dos pobres que não têm água encanada nem saneamento, embora paguem para tê-los, como por exemplo à COMPESA em Pernambuco. Não cumpre a recomendação governamental da higiene pessoal, lavar as mãos, tantas vezes demonstrada e aconselhada na televisão pelas autoridades sanitárias, Perdoai, Pai, aos sem-teto, que são muitos, o pecado de não se lavarem para segurança própria e do próximo. São moradores de rua ou de lugar nenhum. Não podem culpar a COMPESA, mas acusam São Pedro de não despejar do céu chuva bastante para se higienizarem.

Água para abastecer a todos existe, só falta construírem barragens. Enquanto não construídas as chuvas perdem-se inutilizadas. Chão para moradia há, só falta construir as casas. E as mãos só precisa ter água e sabão para lavar. Perdoai, Senhor, o pessoal da saúde pública de Pernambuco, por não se higienizar adequadamente à falta de sabão, nem proteger os pacientes dos seus perdigotos, dado não existirem nos hospitais públicos máscaras para tanto, exceto as duas mil apreendias recentemente pela polícia em loja de Boa Viagem. Nessas condições de trabalho, médicos e enfermeiros tanto podem contaminar os doentes quanto contagiar-se.

“Perdoai, Pai, aos sem-teto, que são muitos, o pecado de não se lavarem para segurança própria e do próximo”

Deus, o Estado pretende ser perfeito e todo poderoso, quase como Tu. Mas, será que contra a saúde dos outros, a saúde pública nesse caso, ele não pecou? Ele não peca nunca, está sempre certo? O que dizer dos idosos? Há quem diga que não deveriam viver tanto. Preocupam as autoridades, pobres autoridades, por integrarem grupo de risco, juntamente aos cardiopatas, aos diabéticos, aos doentes crônicos dos pulmões, ou dos rins, aos aidéticos. Uma vez contaminados, dá trabalho curá-los, mantê-los vivos. Vida longa não é doença, é privilegio. Mas a longevidade saudável é fato incomum, raro.

Os longevos são a dor-de-cabeça dos governos em seus cálculos de gastos previdenciários. Tadinhos do presidente da República, dos governadores e prefeitos. Até paracetamol, para atenuar-lhes a cefaleia, está em falta nas farmácias. Senhor, é muito grave o pecado de envelhecer. O perdão para o envelhecimento há de ser enorme. Os anciãos demoram muito para morrer, contrariando o Estado, mas em casos como o do coronavírus, morrem de tulha, contrariando mais ainda. Porque sua morte em massa atinge a imagem dos governantes.

Outros que merecem clemência são os ambulantes, os trabalhadores braçais. Eles só produzem com a mão na massa. Não sabem trabalhar à distância, como os ministros dos tribunais, os senadores, os deputados federais. Não são trabalhadores virtuais. Preocupam os poderes públicos duplamente: O coronavírus pode matá-los pela doença. A desocupação ou o desemprego podem leva-los a óbito por fome. Deus, Tu, que és nosso conterrâneo, socorre os brasileiros nessa aflição. Desculpai-nos a arrogância, a insinceridade, a Jactanciosidade, a ignorância. Livrai-nos dos desacertos, da incúria e da insensatez dos maus gestores da coisa pública. Amém.

josepJosé de Siqueira Silva é Cel da PMPE,
mestre em Direito pela UFPE e
professor de Direito nas faculdades
IPESU e FOCCA

Contato: jsiqueirajr@yahoo.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s