No Cabo Elias Gomes, agora no MDB, pregou unidade da oposição

07/02/2020 às 14:33 – Do Jornal do Commercio 

eli
Divulgação

Ex-prefeito de Jaboatão dos Guararapes e do Cabo de Santo Agostinho, Elias Gomes filiou-se, na noite da quinta-feira (6), ao MDB. Elias era filiado ao PSDB até o mês de janeiro, mas deixou a sigla sem deixar claro os motivos do rompimento. Agora, o ex-tucano quer disputar mais uma vez a Prefeitura do Cabo, desbancando o atual administrador da cidade, Lula Cabral (PSB).

A festa de retorno de Elias ao MDB foi realizada no bairro de Ponte dos Carvalhos, no Cabo, e contou com a presença do deputado federal e presidente estadual do MDB, Raul Henry; da vice-presidente do PCdoB cabense, Micheline Silva; dos vereadores Ricardo Carneiro da Silva – o Ricardinho (SD) – e José de Arimatéia (PSDB); e de cerca de
dois mil militantes, de acordo com a organização do evento.

O ex-deputado federal Betinho Gomes (PSDB), filho de Elias, também participou do ato. Em um discurso emocionado, Elias Gomes agradeceu a acolhida no MDB, falou sobre candidatura e defendeu a unidade da oposição no município. “Dizem que há muitos candidatos na oposição. Isto não nos preocupa. É bom que se coloquem vários nomes. Mas todos nós temos a consciência de que para vencer o gigante da maldade, o prefeito mais corrupto e que mais desdenha do sofrimento do povo do Cabo, é preciso fazer o debate, discutir as diferenças, mas construir a unidade nas ruas, pelo povo do nosso município. Não quero ser candidato de mim mesmo”, declarou o agora emedebista.

“É uma honra para mim receber (no MDB) esse companheiro que em 44 anos de trajetória sempre honrou a confiança do povo do Cabo e de Pernambuco, o companheiro Elias Gomes. Eu quero dizer que você é muito bem-vindo à sua casa. Tenho visto pesquisas de Pernambuco e de fora de Pernambuco e o que o povo quer dos seus políticos são duas características: honestidade e competência. Parece a discrição da biografia de Elias Gomes. Um homem que nunca misturou o seu dinheiro com o dinheiro público, nunca se lambuzou em escândalo de corrupção, que é a cara da decência e da honestidade”, declarou Raul Henry.

Engajados em evitar a reeleição de Lula Cabral, aliados de Elias Gomes fizeram críticas contundentes ao socialista, que chegou a ser preso sob a suspeita de desviar cerca de R$ 90 milhões do fundo previdenciário municipal, o CaboPrev. “Desde 2005 se instalou nessa cidade um grupo político que só fez enriquecer e dilapidar o patrimônio público, não só o chefe de uma gangue, um verdadeiro gângster”, disparou José Arnaldo, presidente do MDB do Cabo.