Ameaça de queda de barreira assusta moradores de Santo Aleixo, em Jaboatão

População se vira por conta própria para manter estrutura mínima. Por meio de nota, prefeitura diz que enviará equipe ao local

09/10/19 às 12:25 – Da Folha de Pernambuco 

344976,475,80,0,0,475,365,0,0,0,0

Maria José da Paz, 70, mora há 29 anos debaixo de encosta no bairro de Santo Aleixo. Foto: Lidiane Mota/Folha de Pernambuco

Para subir a encosta localizada no fim da rua Santa Luzia, no bairro de Santo Aleixo, Jaboatão, é recomendável ter uma boa condição física. A partir de determinado ponto, os degraus começam a se misturar com o barro que obstrui a escadaria e derruba partes do pedregulho toda vez que chove. Mesmo num dia de sol forte, como na segunda-feira (7), quem sobe e desce a barreira precisa se apoiar no corrimão de madeira erguido de improviso pelo aposentado Djalma Severino dos Santos, que, nesta terça-feira (8), completa 70 anos. “Se não fosse eu, aqui não tinha jeito, não”, diz.

Seu Djalma não sabe dizer com precisão há quanto tempo vive na comunidade, onde os moradores se viram por conta própria para manter o mínimo de estrutura. Vivendo da aposentadoria, ele mora com a mulher, Amélia, 75, numa casa entre duas barreiras. Na frente, o casal contratou uma pessoa para construir uma espécie de muro de contenção. Atrás do quintal, a encosta é menos alta, mas nem por isso fora de perigo. Além da lama que cai com a chuva, outra casa está sendo construída quase por cima da residência dele. “O tanto aqui de barro que eu tirei. Quase meio metro”, conta. Do lado, o vizinho colocou uma lona também por conta própria. Continuar lendo