Transborda chega à Zona Norte do Recife e Jaboatão dos Guararapes

Programação terá nomes como Carlos Simioni, Gira Dança, Flaira Ferro, Tuca Siqueira e Flávia Pinheiro

03/10/19 às 14:24 – Do Blog do Andros 

g

Gira Dança. Foto: Brunno Martins

Durante os meses de outubro e novembro, o “Transborda – as linguagens da cena” terá programação na Zona Norte do Recife e no município de Jaboatão dos Guararapes. O projeto dá continuidade ao objetivo de instrumentalizar a cultura como forma de promover a cidadania e a inclusão, além de fomentar a qualificação no setor. As programações, desenvolvidas pelas unidades do Sesc Casa Amarela e Piedade, são gratuitas ou com valores simbólicos. Entre os destaques, estão os espetáculos, “Estesia”, “Proibido Elefantes”, “Mulher Barro”, “A chegada”, performance “#Medusa Mulher” e “Diabolic”, show de Amigas do Brega e Som da Rural.

Com “Corpo periférico e realidades”, o Sesc Casa Amarela vai se aproximar, a partir de segunda-feira (07/10), das comunidades do entorno, se deslocando para Alto Santa Terezinha, no Compaz Governador Eduardo Campos, e para o Morro da Conceição, no Conselho de Moradores. Serão oferecidas seis residências artísticas gratuitas nas linguagens audiovisual, fotografia, dança, teatro, moda e música, tendo como ministrantes Tuca Siqueira, Marlom Meireles, Flaira Ferro, Edjalma Freitas, Carol Frexeira, Paulo Pinheiro e Lucas e Família dos Prazeres. Serão 30 horas de atividades, que são voltadas a quem possui mais de 14 anos. As inscrições começam no dia 30/09 e são limitadas. Interessados devem residir na região e levar comprovante de residência, RG e CPF para o Compaz ou para o Conselho de Moradores do Morro da Conceição. Continuar lendo

Em Jaboatão, ministro promete investimento em mais de 200 cidades do Nordeste

Ministro da Secretaria do Governo, Luiz Eduardo Ramos esteve em Jaboatão dos Guararapes em visita à Estação Cidadania

03/10/19 às 14:10 – Da Folha de Pernambuco 

344499,930,80,0,0,930,560,0,0,0,0

Ministro Luiz Eduardo Ramos visita Espaço Cidadania, em Jaboatão, acompanhado do prefeito da cidade, Anderson Ferreira. Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O ministro da Secretaria do Governo, Luiz Eduardo Ramos, visitou a Estação Cidadania em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, nesta quinta-feira (3). Acompanhado do prefeito da cidade, Anderson Ferreira, o ministro fez vistoria no local, que ainda está em reforma, e afirmou que pretende contemplar 222 municípios do Nordeste com pequenos investimentos na área da construção.

O ministro Luiz Eduardo Ramos declarou estar muito satisfeito em visitar o Nordeste e revelou que o Governo Federal pretende investir na região. “O grande objetivo dessa vinda, eu, como ministro dessa área de Secretaria de Governo, é olhar para o Nordeste, é o plano Nordeste. Tenho consciência de como é importante diminuir o discurso de que o Nordeste é prioridade e realmente realizarmos mais, buscar atingir essa região tão importante para o Brasil e para os nordestinos”, afirmou.

Estação:

A Estação Cidadania é um equipamento multiuso que está sendo construído numa área de 3 mil metros quadrados em Vila Dois Carneiros com o apoio do Governo Federal e vai reunir estruturas de cultura, esporte e lazer, como quadra poliesportiva coberta, pistas de skate e de cooper, equipamentos de alongamento e ginástica e parque infantil. Além de cineteatro, biblioteca, salas multiuso e telecentro. No local, serão realizadas oficinas de arte, dança, foto, filmagem. Além disso, haverá um centro de atendimentos às famílias da comunidade.

Foram investidos, em média, R$ 3 milhões na construção do espaço. Desse valor, foram repassados pelo Governo Federal R$ 2,02 milhões. A inauguração está prevista para a primeira quinzena do próximo novembro.

O prefeito Anderson Ferreira destacou que a Estação Cidadania é o primeiro espaço criado exclusivamente para a promoção de cultura, lazer e cidadania no município. “Nós buscamos essa parceria com o Governo federal e a Estação Cidadania vai trazer um equipamento que possa nos ajudar no combate à desigualdade social e à vulnerabilidade do nosso município”, declarou.

Trupe de atores jaboatonenses denunciam calote da prefeitura

Em nota publicada na conta do Facebook, a AJAX (Associação Jaboatonense de Artes geração X) informou que espera há um ano pagamento de cachê no valor de R$3.000,00

03/10/19 às 12:23 – Por Nizinha Lins

ajax

Divulgação

A AJAX (Associação Jaboatonense de Artes Geração X) publicou em sua conta no Facebook uma longa nota para denunciar que recebeu um calote da Prefeitura do Jaboatão. De acordo com a denúncia, a trupe de atores foi convidada para participar da I Mostra Cultural do município, ocorrida em Outubro de 2018. A prefeitura teria prometido um cachê no valor de R$3.000,00 (três mil reais) para cada grupo que se apresentasse conforme foi planejado o evento, só que após um ano, não viram sequer a cor do dinheiro.

“Ficamos felizes porque o dinheiro seria muito bem vindo para a manuntenção e gastos que temos com a Associação. Acredito que assim como nós, todos os artistas convidados ficaram eufóricos com o evento, afinal é bem escassas as oportunidades que recebemos da gestão para mostrarmos nossa arte em Jaboatão. A prefeitura nos pediu uma série de documentos que mais pra frente devem ter perdido porque nos pediram novamente mais tarde como se a displicência de não já ter entregue fosse nossa”, diz trecho do comunicado.

A perca da documentação citada acabou gerando outra dor de cabeça aos atores da Associação. “Enviamos. Devido a demora no pagamento, vários documentos que já havíamos entregue perderam a validade, dentre eles, a Certidão Municipal de Débitos. Fomos na Secretaria da Fazenda reemitir esse documento e quando chegamos lá tivemos uma “surpresa”. Devido a toda essa documentação exigida pela prefeitura, a receita começou a gerar uma dívida para a Associação e que foi acumulando. Por conta disso não poderíamos mais emitir esse documento (que já tinha sido emitido antes, e que por conta da demora no pagamento, perdeu a validade). Agora a prefeitura além de não nos pagar o valor da apresentação, está nos cobrando enormes taxas. Ou seja: Vamos ter que pagar pelo trabalho que nós fizemos”. O Blog vai em busca de respostas junto a assessoria de imprensa. Abaixo reproduzimos na íntegra a nota postada na Fanpage da AJAX. Continuar lendo

Marlus Costa faz visita à rua Lago do Junco

Vereador esteve no local acompanhado do secretário de Manutenções de Jaboatão, Carlos Alberto

03/10/19 às 11:34 – Por Andros Silva 

costa-costa

Vereador Marlus Costa ladeado por moradores da Junco. Foto: Reprodução/Facebook

O vereador Marlus Costa com o secretário de Manutenções do Jaboatão, Carlos Alberto, acompanhado ainda de um batalhão de assessores e equipe técnica da prefeitura fez uma visita na rua Lago do Junco.

Leia também
Vereador Ênio Batista protocola pedido para limpeza do canal na rua Lago do Junco, em Piedade

Com fotos da rua degradada, o vereador escreveu, em sua conta do Facebook, que o intuito de sua ida ao local seria “solucionar o problema de drenagem na via e em adjacentes.” Pousando com moradores, ele prometeu “trazer novidades” em breve. A Junco é aquela via que foi destaque em várias reportagens aqui no Blog do Andros. Inclusive, numa de nossas matérias, trazemos imagens com depoimentos dos moradores. Depoimentos esses ignorados pela gestão Anderson Ferreira, que sequer, em respeito aos residentes na localidade, enviou uma resposta ao Blog.

Leia também
Moradores da Rua Lago do Junco, em Piedade, voltam a sofrer com água dentro de suas casas

Dona Maria de Fátima, mulher que aparece ao lado de Marlus na imagem, foi uma das a falar do sofrimento diariamente vivido. À época, contou da aplicação estipulada em mais de mil reais, para reformar o banheiro. Na chuva a água voltava pelo ralo, e também subia pelo vaso sanitário. Ela mostrou o material da reforma já comprado e estocado no terraço e apontou uma das causas do problema ter se agravado.

Leia também
Fotos: Com mato alto e entupido, canal na rua Lago do Junco, em Piedade, prejudica estrutura de residências

“A coisa ficou ainda pior depois da obra da Rua do Loreto (uma das principais vias do bairro). Quando foi feito lá, mais ou menos em 2015, colocaram manilhas muito pequenas, e essa foi uma das causas para deixar tudo ainda pior”, falou enquanto mostrava o trajeto por onde a água deveria escorrer. Agora é esperar que a passagem do amigo pessoal e ex-líder de governo do prefeito, ajude a mudar as coisas ali, minimizando assim a angústia daquele povo.

Leia também
Lago do Junco em Loreto, Descaso, Humilhação, Saúde Vulnerável