Sesc leva programação de lazer, sustentabilidade e cultura para o Bairro do Recife no REC’n’Play

Entre as ações, estão aula de passinho, oficinas de brinquedos, apresentação de cosplays, rodas de conversas apresentações culturais, como o pocket show de Sofia Freire, e 19 pontos de estação de reciclagem

19/09/19 às 17:31 – Dupla/Blog do Andros 

ju

Juliano Holanda/Divulgação

Pela primeira vez, o Sesc Pernambuco será um dos participantes do REC’n’Play. Ancorada na sinergia do propósito do evento, a instituição vai promover ações de sustentabilidade, lazer e cultura no Espaço Sesc, que ficará na Avenida Rio Branco, no Bairro do Recife. No boulevard, a instituição terá um palco e área de convivência na rua para oferecer programação a crianças e adultos gratuitamente de 2 a 5 de outubro. O festival é realizado pelo Porto Digital e Ampla Comunicação, em parceria com a Prefeitura do Recife e Sebrae.

“Definimos um calendário de atividades que dialogam com as demandas sociais, trazem diversão, mas que principalmente gerem conhecimento e inclusão”, afirma o diretor do Sesc Pernambuco, Oswaldo Ramos. Assim, utilizando jogos, brincadeiras e linguagens culturais, como artes cênicas e dança, a programação, em parceria com a Rede Globo, vai falar sobre mercado e produção musical, ancestralidade, sustentabilidade, aprendizagem infantil, ludicidade, entre outras temáticas. Durante o período, o público poderá participar de intervenções artísticas, rodas de conversas, aula de passinho, shows, oficina de brincadeiras, apresentação de cosplay e grupos K-pop, videomapping, entre outras ações.

Diariamente, das 19h às 22h, o edifício de número 127 da Av. Rio Branco, em frente à Estação do Bike PE, vai receber projeção contando a história do Recife e utilizando a fachada do sobrado como elemento histórico e de resistência. Na quarta-feira (02/10), a abertura da programação acontece às 15h com jogos digitais decodificado para versão humana, como Pac Man e Tétris, além Twister e futebol. Em seguida, haverá vivência de Just Dance.

Às 19h, a Cena Recife de Intervenção Artística de Rua (Criar) vai promover as intervenções artísticas “Caixas de Teatro Lambe-Lambe”, “Mágica na Rua” (Vic e Crispin), “Ester” (Odília Nunes) e “A Chegada de Godot” (Luiz Manuel). Após o ato, eles vão participar da roda de conversa “Internacionalização das Artes Cênicas”, com mediação da produtora cultural Paula de Renor. Às 21h, quem encerra a noite é o espetáculo “Roda”, com classificação livre, do mágico Rapha Santacruz.

No dia seguinte (03/10), às 15h, haverá apresentação de cosplay e de grupos K-pop, seguida do Just Dance. A programação noturna se abre para um dos fenômenos do Recife: o Passinho. O gênero será discutido na roda de conversa “Arena periférica – a cultura da periferia no mercado criativo”, com integrantes do Passinho e representantes da Secretaria de Juventude do Recife, mediado pelo bailarino recifense Dielson Pessoa, às 19h, seguida da apresentação de Ozz Malocas do Recife e Clarinha do Passinho, que também encerrarão as atividades, às 21h10, com um aulão para o público.

Na sexta-feira (04/10), das 15h às 17h, será oferecida oficina de jogos cooperativos e, das 17h às 19h, o Sesc vai realizar uma edição de “Happy Holly”, uma ação com música e DJ para celebrar a alegria. Neste dia, os participantes devem usar camisa branca. A programação noturna vai se pautar na ancestralidade, com a apresentação do “Contos de Ifá”, projeto do Laboratório Digital do Centro Cultural Coco de Umbigada. Em seguida, os integrantes participam da conversa “Terreiros digitais ou como conectar a tradição dos povos originários”, com mediação de Ricardo Brasileiro. Às 21h, o Coco de Umbigada, com mais de 20 anos de trajetória, fará apresentação.

O último dia terá programação ampliada para participação de famílias. No sábado (05/10), haverá oficina de construção de brinquedos para pais e filhos no turno da manhã, a partir das 9h, e à tarde, das 14h às 16h. Às 19h, a produtora musical Mery Lemos vai mediar a roda de conversa “O mercado (disputado) da música ou como desenvolver nossos arranjos de produção”, com a presença do Reverbo, que conta com Flaira Ferro, Helton Moura, Igor de Carvalho, Isadora Melo, Joana Terra, Juliano Holanda, PC Silva e Tonfil. Sofia Freire, que fará pocket show às 20h, também vai participar da conversa, que vai discutir estratégias e avaliar o atual cenário de produção sonora independente. A última apresentação da noite é o Reverbo.

Sustentabilidade – A educação ambiental começa desde o planejamento do REC’n’Play, com uma formação voltada para toda a equipe gestora sobre o consumo e descarte sustentável, e segue durante toda a realização dele, permitindo o destino correto de resíduos em todos os polos. Para isso, o Sesc vai disponibilizar 19 estações de reciclagem no Bairro do Recife. Cada uma terá a intervenção de um educador ambiental, que atuará sensibilizando o público sobre práticas sustentáveis.

Uma das estações ficará no Porto Digital e vai coletar resíduos eletroeletrônicos, pilhas e baterias portáteis, itens recicláveis e não-recicláveis. O ponto terá também máquina interativa para recolhimento de latas e uma máquina para recebimento e trituração de itens produzidos com pvc, como cartões bancários e de plano de saúde.

Além dessa estação, haverá outras no CESAR School, Portomídia, teatros Hermilo Borba Filho e Apolo, Sinspire, Paço do Frevo, Softex, Cais do Sertão, Cinema 222, Escola Porto Digital, CESAR Bom Jesus, Centro de Artesanato, Associação Comercial de Pernambuco, Centro Cultural Correios, Accenture Innovation Center, FabLab e duas na Av. Rui Branco. Nelas, será possível destinar pilhas, baterias, vidros, materiais recicláveis e não recicláveis e itens orgânicos.

Com expectativa de recolher uma tonelada de resíduos, o material será destinado à cooperativa Recicla, que fará a reintrodução ou transformação na cadeia produtiva. As pilhas e baterias serão encaminhadas para a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee); os produtos em pvc serão utilizados em artesanato sustentável; e os produtos eletro-eletrônicos vão virar arte pela Cooperativa de Gestão e Inovação Entidades Sociais (Coogema).

Programação – Espaço Sesc no REC’n’Play

02/10 – quarta-feira

15h às 17h – Jogos humanos: Pac Man, Tétris, Twister e Futebol de tecido

17h às 19h – Just Dance

19h às 22h – Videomapping (projeção) sobre a história do Recife no edifício de número 127 da Av. Rio Branco

19h – CRIAR – Cena Recife de Intervenção Artística de Rua

20h – Roda de conversa “Internacionalização das Artes Cênicas”

21h – Espetáculo “Roda”, com Rapha Santacruz

03/10 – quinta-feira

15h às 17h – Apresentação de Cosplay e K-pop

17h às 19h – Just Dance

19h às 22h – Videomapping (projeção) sobre a história do Recife no edifício de número 127 da Av. Rio Branco

19h – Roda de conversa “Arena periférica – a cultura da periferia no mercado criativo”

20h – Apresentação de Ozz Malocas do Recife e Clarinha do Passinho

21h10 – Aula de Passinho

04/10 – sexta-feira

15h às 17h – Oficina de jogos cooperativos

17h às 19h – Happy Holy (Festival de cores)

19h às 22h – Videomapping (projeção) sobre a história do Recife no edifício de número 127 da Av. Rio Branco

19h – Contos de Ifá

19h40 – Roda de Conversa “Terreiros Digitais ou como conectar a tradição dos povos originários”

21h – Apresentação do Coco de Umbigada

05/10 – sábado

9h às 11h – Brinque Construindo: Oficina de construção de brinquedos

14h às 16h – Brinque Construindo: Oficina de construção de brinquedos

19h às 22h – Videomapping (projeção) sobre a história do Recife no edifício de número 127 da Av. Rio Branco

19h – Roda de Conversa “O mercado (disputado) da música ou como desenvolver nossos arranjos de produção”

20h – Pocket show, com Sofia Freire

21h – Reverbo com Flaira Ferro, Helton Moura, Igor de Carvalho, Isadora Melo, Joana Terra, Juliano Holanda, PC Silva e Tonfil

Sesc – O Serviço Social do Comércio (Sesc) foi criado em 1946. Em Pernambuco, iniciou suas atividades em 1947. Oferece para os funcionários do comércio de bens, serviços e turismo, bem como para o público geral, a preços módicos ou gratuitamente, atividades nas áreas de educação, saúde, cultura, recreação, esporte, turismo e assistência social. Atualmente, existem 20 unidades do Sesc do Litoral ao Sertão do estado, incluindo dois hotéis, em Garanhuns e Triunfo. Essas unidades dispõem de escolas, equipamentos culturais (como teatros e galerias de arte), restaurantes, academias, quadras poliesportivas, campos de futebol, entre outros espaços e projetos. Para conhecer cada unidade, os projetos ou acessar a programação do mês do Sesc em Pernambuco, basta acessar www.sescpe.org.br.

Esta entrada foi postada em Recife.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s