Jovens e adolescentes de Jaboatão podem se inscrever em oficinas de robótica

Para participar, é necessário ser morador ou moradora do município de Jaboatão dos Guararapes, estar ou ter estudado em escola pública e ter entre 12 e 24 anos de idade

13/09/19 às 16:52 – Da Folha de Pernambuco 

342029,475,80,0,0,475,365,0,0,0,0

As oficinas acontecerão uma vez por semana até o mês de dezembro. Foto: Divulgação.

Centro de Tecnologia Softex, no bairro de Recife, abre inscrição para oficina de robótica voltado para jovens e adolescentes que estudam ou já estudaram em escolas públicas. As oficinas acontecem no mês de dezembro e têm o objetivo de auxiliar os alunos na construção dos próprios robôs. Os alunos selecionados poderão aprender de forma gratuita.

A inscrição será intermediada pela instituição responsável, o Instituto Peró, que é mantido pelos empreendedores do Shopping Guararapes. Os jovens interessados devem se inscrever até esta sexta-feira (13) através do número 2122-2284 ou entrar em contato pelo perfil @institutopero, no Instagram.

A partir das inscrições, na próxima segunda-feira (16), a instituição selecionará os alunos para preencher as 10 vagas disponíveis. Para participar, é necessário ser morador ou moradora do município de Jaboatão dos Guararapes, estar ou ter estudado em escola pública e ter entre 12 e 24 anos de idade.

Em Brasília, Sidha Moitinho tem encontro com deputado federal Ossesio Silva no Salão Verde do Congresso

O parlamentar é o responsável por levar ao Poder Legislativo Federal o projeto que visa objetivar a aprovação da Lei do dia da ‘Mulher em Evidência’ em todo território nacional. Moitinho atua como vice presidente do movimento criado pela jornalista Cláudia Montes

13/09/19 às 12:41 – Por Nizinha Lins 

os

Divulgação

A escritora, cineasta e colunista deste Blog, Sidha Moitinho está em Brasília. Na terra dos sonhos de JK, Moitinho, que também atua como vice presidente do Grupo ‘Mulher Evidência’, movimento criado pela jornalista Cláudia Montes, encontrou o deputado federal Ossesio Silva no Salão Verde do Congresso.

O parlamentar é o responsável por levar ao Poder Legislativo Federal o projeto que visa objetivar a aprovação da Lei do dia da Mulher em Evidência em todo território nacional, atualmente restrita ao estado de Pernambuco. No encontro Sidha esteve acompanhada de Vitória do Monte, Assessora de Comunicação do Grupo, Dailde Rodrigues, enfermeira do estado de Goiânia e da contadora Maria de Nazaré, natural de Brasília.

Em Jaboatão, Damares anuncia programas de combate à violência contra mulher

A ministra afirmou que, em breve, novos programas devem ser anunciados na cidade

13/09/19 às 12:28 – Do JC Online

a3b4314a7513d4f541dc5d073385f596

Damares também pediu ajuda da sociedade no combate à violência contra mulher
Foto: Bianca Sousa/JC Imagem

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, visitou o município de Jaboatão dos Guararapes, para anunciar a parceria entre sua pasta e a prefeitura a fim de implementar de forma piloto no Nordeste os programas “Qualifica” e “Salve Uma Mulher”, para prevenção e enfrentamento de violência contra a mulher.

Segundo Damares, o ‘Qualifica’ é um programa voltado para qualificação e capacitação das mulheres. “Nós entendemos que muitas mulheres continuam com o agressor porque muitas vezes ele é o provedor e a autonomia econômica e financeira da mulher pode tirá-la desse ciclo de violência”, falou a ministra.

Sobre o segundo programa, Damares Alves disse que ele será desenvolvido em parceria com a sociedade civil, atuando com pessoas que já desenvolvem algum trabalho com mulheres. “Vamos trabalhar com salões de beleza, academias para que possam identificar se uma mulher está com uma marca de violência e conversar com essa mulher para orientá-la a buscar ajuda”, explicou.

A ministra também afirmou que o programa também deve treinar líderes religiosos no âmbito do “Salve Uma Mulher”. “Queremos orientar como um diácono ou uma diaconisa de uma igreja podem identificar uma mulher em sofrimento, ampliando o programa para alcançar todo mundo que, lá na ponta, trabalha com mulheres”, disse Damares Alves.

Damares pediu ajuda da sociedade no combate à violência contra mulher. “Nós não vamos resolver o problema da violência contra mulher sozinhos. A sociedade civil precisa vir junto. E esse enfrentamento tem que ser agora, hoje. Não pode ser amanhã.”

ESCOLHA DE JABOATÃO

Questionada sobre o motivo de ter escolhido Jaboatão para lançar os programas, a ministra respondeu que a escolha se deu porque a cidade governada por Anderson Ferreira (PL) “tem um trabalho espetacular com as mulheres”. Ela também disse que conhece o prefeito pessoalmente e sabe do “seu compromisso com o fortalecimento da família e a defesa da mulher.”

Damares explicou ainda que no início da sua gestão no ministério, Anderson a procurou para firmar parcerias, o que também fez a cidade ser escolhida para a implantação de outros programas em breve. Sobre o Recife, a ministra disse que não foi procurada pela prefeitura ainda.

Linfoma não Hodgkin: novas drogas têm revolucionado o tratamento do câncer que afeta o sistema imunológico

Avanços no uso da terapia celular trazem opções terapêuticas cada vez mais efetivas; Incidência da doença duplicou nos últimos 25 anos no Brasil, com estimativa de mais de 10 mil novos casos em 2019

13/09/19 às 11:54 – Multi Comunicação/Blog do Andros 

l

Divulgação

Linfoma não Hodgkin (LNH). O inusitado nome entrou no vocabulário dos brasileiros depois que personalidades famosas, como os atores Reynaldo Gianecchini, Edson Celulari e a ex-presidente Dilma Rousseff, foram diagnosticados com esse tipo de câncer. E não é à toa que ouvir essas palavras está mais comum: no Brasil, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que para cada ano sejam diagnosticados 10.180 novos casos de Linfoma não Hodgkin. E, segundo a entidade, por motivos ainda desconhecidos, o número duplicou nos últimos 25 anos, principalmente entre pessoas com mais de 60 anos.

Mas, do que se trata esse tipo de tumor? Os Linfomas não Hodgkin são um conjunto de tipos de tumores, que têm origem nas células do sistema linfático, essencial para a proteção de doenças. Existem mais de 60 tipos diferentes, que são tratados de maneiras diversas. O hematologista Evandro Fagundes, do Grupo Oncoclínicas em Minas Gerais, explica que, dependendo das condições dos pacientes, a taxa de cura pode chegar a 60% dos casos. Continuar lendo