Sesc dá início ao Transborda – As Linguagens de Cena

Mostra de arte cênica começa nesta semana e vai promover, até novembro, formações, performances, oficinas e palestras em diversos equipamentos culturais da RMR

10/09/19 às 21:29 – Da assessoria para o Blog do Andros 

vovo

vovó Cici/Divulgação

Transpor barreiras e quebrar limites geográficos por meio de cultura são alguns elementos desta terceira edição do Transborda – As Linguagens de Cena. Realizada pelo Sesc, a mostra de arte cênica vai ocupar, a partir deste mês de setembro, variados espaços da Região Metropolitana do Recife, como ruas, parques e museus, com atividades protagonizadas pelas unidades de Santa Rita, Santo Amaro, São Lourenço da Mata, Piedade e Casa Amarela.

Ao passo que abraça diversos projetos, traçando um elo entre eles, o Transborda cresce ainda mais ao possibilitar que as unidades mantenham sua identidade e se consolidem pela capacidade de chegar a diferentes públicos. Até novembro, elas vão promover maratonas de espetáculos, exposições, oficinas, mesas de conversas, intervenções, vivências, residências artísticas, apresentações culturais, entre outras atividades, que serão oferecidas gratuitamente ou a preços acessíveis.

Com o tema “O teatro e a cidade: a (des)construção dos espaços cênicos/urbanos na cena contemporânea”, o Sesc Santa Rita vai promover, de 17 a 21 deste mês, o “Transborda Usina Teatral”. A programação, que vai acontecer em lugares como CAIXA Cultural Recife, Espaço Fiandeiros e Museu de Arte Moderna Aluísio Magalhães, é voltada a quem procura ou já possui vivências nas artes cênicas. Será um período de aprofundamento e discussões sobre território, relação com os espaços e construções em uma programação que terá como destaque a vinda do ator e diretor Amir Haddad e do professor, pesquisador e criador do Teatro do Concreto (DF), Francis Wilker. Os ingressos para toda a programação custam R$ 40 para comerciário e dependentes e clientes da CAIXA. Público geral paga R$ 80.

Celebrando os dez anos de existência do Teatro Marco Camarotti, o Sesc Santo Amaro concebeu uma programação direcionada para crianças com idade até cinco anos. Ancestralidade e relação com a natureza estão pautando a programação, que acontece até 29 de setembro na unidade, no Parque da Jaqueira, na Praça do Campo Santo e em creches municipais. Na quinta-feira (12/09), haverá contação de história com Roma Júlia na Creche Escola Ana Rosa Falcão de Carvalho.

pa

Parahyba rio mulher. Foto: Rafael Passos

A partir do dia 17 de setembro, é a vez do Sesc Ler São Lourenço da Mata iniciar sua programação com o Transborda – Diálogos em Manifestações Populares, tendo como homenageada a quadrilha infantil Xilindró de Ritmos. Com atividades até outubro, a unidade vai reunir pesquisadores e presidentes de associações para rodas de conversas sobre quadrilhas juninas em Pernambuco. No dia de abertura, além discutir “Minha Quadrilha grita o quê? Lugares de fala e representatividade nas narrativas juninas”, com Alcione Aquino (Junina Evolução), Joselito Costa (Junina Tradição), Willams Santana (pesquisador das narrativas juninas) e mediação de Liana Queiroz (pesquisadora das narrativas juninas), a programação inclui a Mostra de Casamentos Juninos, com as quadrilhas Origem Nordestina, Renascer e Tradição. No decorrer das atividades, ainda haverá mostras mirim e adulta de quadrilhas e, no dia 27, a unidade abre a exposição “Entrando no Xilindró: histórias guardadas a sete chaves”, contando as histórias que fizeram parte da quadrilha e a relação com o bairro.

Outubro – Saindo de seu lugar com destino aos morros, o Sesc Casa Amarela vai, de 14 outubro até novembro, discutir “Corpo periférico e realidades” no Compaz Eduardo Campos, no Alto Santa Terezinha, e no Morro da Conceição. Serão seis residências artísticas, que terão nomes como Tuca Siqueira, Flaira Ferro e Lucas dos Prazeres, direcionadas aos moradores da região. Cada ação, de 30 horas cada, vai resultar em uma exposição na Galeria de Artes do Sesc Casa Amarela assinada pelos participantes. Além disso, haverá intervenções e apresentações culturais, como pastoris, quadrilhas e Som da Rural, durante o Transborda, que terá a banda Amigas do Brega no encerramento, dia 14/11.

Programação

Sesc Santa Rita

17.09

8h às 12h | Oficina | “Errar é urbano: derivas e alguns atos íntimos contra o embrutecimento” com Coletivo Teatro Dodecafônico (SP). Local: Espaço Fiandeiros.

8h às 12h | Oficina | “Observa-Ações: metodologias de pesquisa de campo para teatro, intervenção e performance de rua” com a Pedro Bennaton (ERRO Grupo – SC). Local: CAIXA Cultural Recife.

14h | Abertura | Falas institucionais e exibição do documentário “Usina Teatral 2018”. Local: CAIXA Cultural Recife.

15h | Mesa de Conversa | “Espaços democráticos: a construção da concepção de uma cidade”, com Tarciana Portella (PE), Ana Carla Fonseca Reis (SP), Célio Pontes (PE), e mediação de Emanuella de Jesus (PE). Local: CAIXA Cultural Recife.

17h / 20h | Espetáculo | Apenas o fim do mundo – Magiluth (PE). Local: Mamam – museu de arte moderna Aloísio Magalhães.

18.09

8h às 12h | Oficina | “Errar é urbano: derivas e alguns atos íntimos contra o embrutecimento” com Coletivo Teatro Dodecafônico (SP). Local: Espaço Fiandeiros.

8h às 12h | Oficina | “Observa-Ações: metodologias de pesquisa de campo para teatro, intervenção e performance de rua” com a Pedro Bennaton (ERRO Grupo – SC). Local: CAIXA Cultural Recife.

14h | Mesa de Conversa | “Definições em territórios: radicalização dos espaços cênicos” com Francis Wilker (UFC), Verônica Veloso (SP), Pedro Bennaton (SC) e mediação de Anamaria Sobral (PE). Local: CAIXA Cultural Recife.

16h | Performance | Parahyba Rio Mulher (PB). Local: Rua da Aurora.

19h | Espetáculo | Deslenhar – Teatro Miçanga (PE). Local: Mamam – museu de arte moderna Aloísio Magalhães.

19.09

8h às 12h | Oficina | “Errar é urbano: derivas e alguns atos íntimos contra o embrutecimento” com Coletivo Teatro Dodecafônico (SP). Local: Espaço Fiandeiros.

8h às 12h | Oficina | “Observa-Ações: metodologias de pesquisa de campo para teatro, intervenção e performance de rua” com a Pedro Bennaton (ERRO Grupo – SC). Local: CAIXA Cultural Recife.

14h | Círculo de Diálogos | “Sobre a ótica das Poéticas Urbanas no Recife: relações entre a cidade, os corpos e o tempo” com Rodrigo Torres (Loucos e Oprimidos da Maciel), Fernando Rybka (Teatro Miçanga), Giordano Castro (Magiluth), Mônica Lira (Cia. Experimental), Liana Gesteira (Cia. Lugar Comum) e mediação de Francis Wilker (UFC). Local: Mamam – museu de arte moderna Aloísio Magalhães.

16h | Espetáculo | Jogo da Guerra (Exterior A) – Erro Grupo (SC). Local: Rua da Imperatriz esquina com a Rua da      Aurora.

16h | Espetáculo | Jogo da Guerra (Exterior 1) – Erro Grupo (SC). Local: Rua da Imperatriz esquina com a Rua Sete de Setembro.

16h | Espetáculo | Jogo da Guerra (interior) – Erro Grupo (SC). Local: Rua da Imperatriz, N.º 67, Sindicato dos Comerciários. *Para credenciados inscritos no Transborda – Usina Teatral.

20.09

10h | Mostra Pedagógica | “Mini Festival de Mini Criaturas Animadas” do Curso de Licenciatura em Teatro da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Local: Espaço Fiandeiros.

11h | Mostra Pedagógica | “Experimento nº 1: Inventário Pessoal” do CIT – Curso de Interpretação para Teatro do Sesc Santo Amaro. Local: Espaço Fiandeiros.

14h | Mesa de Conversa | “Possibilidades de construção e novas experimentações cênicas em espaços artístico-pedagógicos” com Rodrigo Cunha (Sesc PE), Maria Clara Camarotti (UFPE), Fred Nascimento (Escola Municipal de Arte João Pernambuco) e mediação de Daniela Travassos (Escola Fiandeiros de Teatro). Local: Espaço Fiandeiros.

16h | Intervenção Urbana | “Atos íntimos contra o embrutecimento” – Teatro Dodecafônico. Local: Bairro de São José – saída do Sindicato dos Comerciários (Rua da Imperatriz).

19h | Espetáculo | Um Ato Loucos – Luna e Polo – Grupo de Teatro de Rua Loucos e Oprimidos da Maciel. Local: Pátio de Santa Cruz (Boa Vista).

21.09

8h às 12h | Vivência Artística | “Dramaturgias da urbanidade: o afeto como motor poético” com Teatro Miçanga (PE). Local: Mamam – museu de arte moderna Aloísio Magalhães.

14h | Círculo de Diálogos | “Transborda em questão: intervenções cênicas no cotidiano da cidade” com Curadoria Colaborativa do Transborda. Local: Mamam – museu de arte moderna Aloísio Magalhães.

17h | Conferência | “Teatro e Rua: apontamentos de uma origem comum”, com Amir Haddad e mediação de Rodrigo Dourado (UFPE). Local: Mamam – museu de arte moderna Aloísio Magalhães.

Sesc Santo Amaro

11.09

14h | Nosso Bebê (Mariane Bigio – PE)

Local: Teatro Marco Camarotti. R$ 10 e R$ 20

12.09

9h | Histórias do Meu Povo (Roma Júlia /PE)

Local: Creche escola Ana Rosa Falcão de Carvalho *

14.09

15h às 17h| 9h às 12h – Vivência: Toré, Cantos sagrados Fulni-ô, com Wadja Fulni-Ô.

Gratuito

15.09

15h às 17h | Vivência: Toré, Cantos sagrados Fulni-ô, com Wadja Fulni-Ô.

Gratuito

10h | Sebastiana e Severina (Coletivo Caverna / PE)

Local: Teatro Marco Camarotti. Ingressos: R$10 e R$ 20

17.09

15h | Intervenção Xukuru

Local: Creche Franscisco do Amaral *

19h30 | Roda de Conversa: Memória e Afeto na Narrativa oral e sua importância para o resgate da Cultura Ancestral

Com Roma Júlia, Marileide, Wadja Fulni-Ô, Mediação de Átila Xukuru

Local: Teatro Marco Camarotti. Gratuito

18.09

15h | Intervenção Xukuru

Com Átila Frazão, Débora Araújo e Marcia Luíza Sobrinho (Povo Xukuru)

Uma experiência com as histórias, musicalidade e saberes ancestrais do povo Xukuru

Local: Galeria de Artes Corbiniano Lins. Gratuito

19.09

15h | Intervenção Xukuru

Local: Creche Escola Ana Rosa Falcão de Carvalho *

19h | Palestra: A Musicalidade e a Dança Afro-Brasileira

Através da sua experiência no terreiro Ilé Axé Opô Aganju Ebomi, Cici fala

sobre a rica musicalidade ancestral, sua importância e raízes. Ritmos,

toques e histórias.

Local: Teatro Marco Camarotti. Ingressos R$ 10 e R$ 20

 20.09

15h | Contação: Histórias dos Orixás e Vivências

Ebomi Cici conta histórias sobre os orixás, sua vivência com o fotógrafo Pierre Veger e outros saberes.

Local: Teatro Marco Camarotti. Ingressos R$ 10 e R$ 20

21.09

9h às 12h |Oficina Cozinhando a história

A partir das receitas de cozinha, Ebomi Cici traz a cultura oral para a culinária.

Crianças a partir dos 10 anos

Terreiro Ilê Axé Ogum Megê. Inscrições: R$ 20 e R$ 40 (vendidos no Teatro Marco Camarotti até 20.09)

22.10

15h | Roda de conversa e Contações de histórias sobre a cultura-afro, sobre dança e musicalidade. Com Ebomi Cici.

Terreiro Ilê Axé Ogum Megê. Ingresso:1 kg de alimento não perecível

16h | Espelho da Lua (Troba do Balacubaco /PE)

Local: Teatro Marco Camarotti. Ingressos: R$ 10 e R$ 20

9h às 12h – Vivência: Toré, Cantos sagrados Fulni-ô, com Wadja Fulni-Ô.

Gratuito

24.09

09h | Tempo em Flor (Pé de Vento /PE)

Local: Creche Francisco do Amaral*

25.09

15h | Tempo em Flor (Pé de Vento /PE)

16h | Livreiro – Um Espetáculo de Palavras (Odair Fonseca /RS)

Local: Praça do Campo Santo. Gratuito

19h30 | Roda de Conversa: Pra quem contamos histórias e por quê?

Com Odair Fonseca, Luciano Pontes e Mariane Bigio. Mediação: Jessica Mendes

Local: Teatro Marco Camarotti. Gratuito

26.09

9h | Tempo em Flor (Pé de Vento /PE)

Local: Creche Escola Ana Rosa Falcão de Carvalho *

14h às 18h | Oficina: Ferramentas do Ator Híbrido

Ministrante Odair Fonseca

Público Alvo: Atores e atrizes, contadores e contadoras de histórias, performers, circenses e demais interessados em ampliar suas possibilidades de expressão e comunicação através do corpo.

Duração: 4h. A partir de 14 anos. Inscrições: R$ 10 e R$ 20

27.09

15h | Finzinho com os mágicos Rapha Santcruz (PE), Bruno Tarnecci (Peru), Patrícia Pantaleão (SP)

Os Charlatões (Uruguai / Brasil), Bruno Mariotti (Argentina / Brasil), Palhaço Surddy (PE), Wiliian Seven (SP).

Local: Teatro Marco Camarotti. Ingressos: R$ 10 e R$ 20

19h30 | Malassombros Contos Além do Sertão (Teatro de Retalhos)

Local: Teatro Marco Camarotti. Ingressos: R$ 10 e R$20

28.09

16h | Luanda Ruanda – Contos Africanos (Coletivo Tear /PE)

Local: Teatro Marco Camarotti. Ingressos: R$ 10 e R$20

Sesc Ler São Lourenço da Mata

17.09 – Sesc Ler São Lourenço da Mata 

18h30| Mostra de Casamentos Juninos: Origem Nordestina, Renascer e Tradição

19h30| Intervenção Junina: Pérola

20h| Roda de conversa “Minha Quadrilha grita o quê? Lugares de Fala e representatividade nas narrativas juninas”, com Alcione Aquino (Junina Evolução), Joselito Costa (Junina Tradição), Willams Santana (pesquisador das narrativas juninas). Mediação de Liana Queiroz (pesquisadora das narrativas juninas).

18.09 – Sesc Ler São Lourenço da Mata 

18h| Mostra Mirim de Quadrilhas Juninas (Balão de Prata, Junina Fusão, Junina Menezes, Junina Sapeca, Raízes do Rosário, Brincantes, Evolução Mirim, Mulambembes de Perna de Pau, Matutinho e Xilindró de Ritmos).

19.09 – Sesc Ler São Lourenço da Mata 

18h30| Mostra Adulta de Quadrilhas Juninas: Forró Baião, Rosa Linda, Mastruz com Leite, Zé Matuto e Tradição.

20h| Roda de conversa “Quem Paga essa saia? Sustentabilidade das Quadrilhas Juninas” com Ely Reis (Mastruz com Leite), Flávia Silva (Junina Sapeca) e Sérgio Pereira (Xilindró de Ritmos). Mediação: Michelly Miguel (Presidente da Fequajupe).

20.09 – Sesc Ler São Lourenço da Mata 

19h30| Transborde-se no Brega: Apresentações de Binno Batista, Michelle Melo e Banda Rossi

21.09 – Sesc Ler São Lourenço da Mata 

16h30| Mostra Adulta de Quadrilhas Juninas (Zabumba, Arroxa o Nó, Raio de Sol, União Junina, Raízes do Pinho, Junina Xotear, Junina Evolução e Matutada).

27.09 – Espaço Cultural GD UNE – Pixete

18h| Abertura da Exposição Entrando no Xilindró: histórias guardadas a sete chaves

19h| Apresentação da quadrilha Xilindró de Ritmos

28.09 – Sesc Ler São Lourenço da Mata

9h às 16h| Oficina “Casamento Matuto: que dramaturgia é essa?” | Facilitadora Luana Felix

*público-alvo: adultos quadrilheiros

05.10 – Sesc Ler São Lourenço da Mata 

9h às 16h| Oficina “Corpo Matuto: Teatro e Quadrilha” | Facilitadora Alcione Aquino

*público-alvo: adultos quadrilheiros

06.10 – Escola Municipal Santa Rosa 

13h às 17h| Oficina “Corpo Matuto: Teatro e Quadrilha” | Facilitadora Alcione Aquino

*público-alvo: crianças quadrilheiras

 Ações Formativas – 21/09 a 06/10

Oficina “Casamento Matuto: que dramaturgia é essa?”

Oficina “Corpo Matuto: Teatro e Quadrilha”

Rodas de conversa

Minha quadrilha grita o quê?  Lugares de fala e representatividade nas narrativas juninas.

Quem paga essa saia? Sustentabilidade das Quadrilhas Juninas

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s