Nova capa do Blog do Andros tem traços assinados pelo Artista Plástico Juarez Leite

Leite é um dos grandiosos artistas plásticos do Brasil e já fez trabalhos para pessoas influentes, como o deputado e filho do presidente da República, Eduardo Bolsonaro

30/08/19 às 20:21 – Por Nizinha Lins 

montagem 2

Divulgação

Quase um ano depois de sua estreia, a imagem oficial da capa do Blog do Andros será modificada. Agora, uma arte com traços assinados pelo Artista Plástico Juarez Leite, dará as boas vindas aos leitores que acessam a página diariamente para conferir o melhor do conteúdo voltado para Jaboatão dos Guararapes e Região. O desenho desenvolvido por Leite, ficará no topo do portal e reproduz em detalhes o perfil do titular deste blog, como os brincos em argolas negras, que já virou uma espécie de marca registrada de Andros Silva.

Juarez Leite é um dos grandiosos artistas plásticos do Brasil e já fez trabalhos para pessoas influentes, como o deputado e filho do presidente da República, Eduardo Bolsonaro. Na tela para o filho do presidente, ele pintou Donald Trump e Jair, ladeando o Eduardo, com as bandeiras dos Estados Unidos e do Brasil, dando o toque final a obra de arte que ficou divina. Agradecemos em nome de todos que fazem o Blog a Juarez Leite, que Deus conserve sempre esse grandioso talento!

*Clique aqui e leia também a entrevista que Juarez Leite concedeu ao Blog do Andros

Secretário executivo da Casa Civil do Estado, garante a grupo de oposição, obra em eixo da integração Muribeca

30/08/19 às 12:51 – Por Andros Silva 

IMG-20190830-WA0018

Divulgação

Vereadores que formam o grupo de oposição ao prefeito Anderson Ferreira, participaram na quinta-feira (29) de uma reunião com o secretário executivo da Casa Civil do Estado, Eduardo Figueiredo, em busca de uma solução para a situação deplorável que se encontra a malha viária do eixo da integração Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes.

O secretário garantiu a Daniel Alves, Márcio do Curado, Vilmar da Mudança, Dodô das Chaves, Dr. Tadeu Veterinário, Ubira do Pop e Didinho, presentes no encontro, que no mês de setembro uma obra no local será iniciada. O vereador Daniel Alves, aproveitou o momento para falar também sobre um dos seus anseios, a implantação de um Expresso Cidadão em Jaboatão dos Guararapes.

Lei de autoria do vereador Ênio, que proíbe canudos plásticos em Jaboatão, é sancionada

“Foi uma vitória de todos”, comemorou o parlamentar

30/08/19 às 11:45 – Por Andros Silva 

eni

Vereador Ênio Batista. Foto: Divulgação

Foi sancionada pelo prefeito Anderson Ferreira, a Lei de autoria do vereador Ênio Batista (PRP), que proíbe a utilização de canudos plásticos em Jaboatão dos Guararapes. Com isso, apenas os canudos feitos em material biodegradável serão utilizados nos estabelecimentos comerciais do município.

“Foi uma vitória de todos. São atitudes, pequenas e grandes, que nos ajudarão a evitar impactos sobre a natureza nos próximos anos. A gente está vendo a contaminação dos oceanos como uma realidade hoje que já ameaça a produção de alimentos como os peixes, por exemplo”, comentou o parlamentar.

História de Prazeres é essencial para entender a formação de Jaboatão dos Guararapes

O então povoado de Prazeres surgiu com a construção da Estação Ferroviária de Prazeres, no ano de 1858

30/08/19 às 10:56 – Por Vanessa Gonzaga do Brasil de Fato

48636182531_446b9a38f8_z

As terras de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, eram ocupadas apenas por pescadores e tangedores de gado, ao contrário do litoral / Sindimetro PE

Durante o período colonial, as terras litorâneas não eram as preferidas pelos senhores de engenho que, com medo de ataques marítimos, instalavam suas fazendas no interior. Por isso, as terras de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, eram ocupadas apenas por pescadores e tangedores de gado, que moravam dispersos nas terras que faziam parte do Engenho Guararapes. Com a expulsão dos holandeses, foi levantada a Igreja de N.S dos Prazeres, em 1656, nos Montes Guararapes e o povoado de Prazeres só veio a surgir com a construção da Estação Ferroviária de Prazeres, no ano de 1858. O local passou a ter um desenvolvimento intensificado com a construção da ligação com a praia de Venda Grande pelos retirantes da seca de 1878, pagos pelo governo do estado.

Ainda assim, Prazeres só começou a ter configuração geográfica e econômica que tem hoje a partir da década de 1950, quando a urbanização vinda de Boa Viagem atingiu Piedade e Candeias. Na década de 1970, o crescimento é intensificado com a instalação de várias indústrias, com o apoio da Sudene. Tudo isso fez com que, em apenas em 20 anos, a população de Prazeres aumentasse cinco vezes, o que gerou uma falta de planejamento na ocupação, com problemas de saneamento básico e infraestrutura, presentes até hoje. Em 1989, o prefeito Geraldo Melo transferiu a sede do município para Prazeres, nomeando a cidade como “município da integração nacional”, também mudando o nome do município para Jaboatão dos Guararapes. Hoje, Prazeres é o principal centro econômico, político e administrativo do Jaboatão.

Inaugurado o Posto de Saúde Da Comunidade Santa Felicidade

30/08/19 às 10:19 – Por Sidha Moitinho / Colunista Blog do Andros

IMG-20190830-WA0003

De punho serrado, prefeito Anderson Ferreira inaugura Posto de Saúde. Foto: Sidha Moitinho

Estamos alegres! A Comunidade Santa Felicidade finalmente tem seu Posto de Saúde aberto. O prédio passou por um trato, o prefeito cortou a fita. Anderson Ferreira como sempre, bonito, simpático e sorridente para com as pessoas. Desejamos, sempre, que ele seja como um Pai para nossa cidade, cuidando dos cidadãos, como quem cuida dos seus próprios filhos… A esperança nos move… E o que ainda estiver dando errado venha a ser corrigido e o que estiver dando certo, seja melhorado… Estamos aqui para validar e elogiar os bons feitos da gestão sem falsidade e para cobrar aquilo que ainda estar a desejar. Jaboatão dos Guararapes precisa de muito amor e das garantias de bons serviços públicos.

O acontecimento mais bonito nesta inauguração, foi ver a manifestação inocente das crianças saldando o prefeito. Na pureza de seus corações correram para ele, cordialmente dando boas vindas. Ao Som daquelas vozinhas doces, sorrir… Sentindo um toque de carinho na alegria da meninada. Ver aquelas crianças  gentilmente abraçando o prefeito, como quem abraça a um tio que trouxe pirulitos, me fez lembrar de Jesus dizendo: “Deixai vir a mim as criancinhas, pois das tais é o Reino de Deus,” e ainda: “Com toda a certeza vos afirmo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no Reino dos céus.”

image

Alunos da rede municipal de ensino durante inauguração. Foto: Sidha Moitinho

Outro momento, também, muito feliz, foi estar na companhia de alguns adolescentes encantadores, sorridentes, brincalhões, que queriam dizer para o prefeito que a merenda da escola deles, não tem sabor e, que eles gostariam também que tivesse mais qualidade… Prometi para eles escrever sobre o pedido deles. Gostaria de poder fazer muito mais, do que apenas registrar o anseio deles em receber uma merenda que valha a pena colocar na boca e depois descer para o estômago com gosto de quero mais. Eles precisam se enxergar como pessoas importantes e, que apesar de tudo, podem ter um futuro melhor do que seus pais, se aproveitarem as oportunidades de hoje.

ado

“Eles queriam dizer para o prefeito que a merenda da escola deles, não tem sabor”. Foto. Cortesia

Não posso deixar de registrar que as máquinas que vieram dar um meia boca na Rua Terceiro Milênio, localização do posto inaugurado, teve o toque mágico até um pouco depois do posto, de lá para acolá, os enormes poços de lama continuam arreganhados a céu aberto. Nem inglês quer ver… O trator foi até onde o prefeito iria com sua comitiva, e a onde interessaria gravar as imagens de drone. E assim continua nossa luta por dias melhores em Jaboatão dos Guararapes, com um toque de conquista de um direito.

lama

“O trator foi até onde o prefeito iria com sua comitiva, e a onde interessaria gravar  as imagens de drone”. Foto: Sidha Moitinho

siSidha Moitinho é uma baiana que cresceu em Brasília, apaixonada por Pernambuco, mora em Jaboatão dos Guararapes há mais de 18 anos, cidade que ama e pela qual luta. É comunicadora social, bacharel em teologia, pastora, cineasta, coordenadora literária e escritora. Sidha ama escrever para crianças, atualmente vem promovendo seu conto infantil ‘Paulinho e o Vento’.

Contato: sidha.moitinho@gmail.com

Divorciar-se de maneira amigável pode ser menos burocrático e mais barato

30/08/19 às 09:36 – Multi Comunicação/Blog do Andros

fito

Divulgação

Ninguém se casa pensando em separação. Mas, se esse momento chegar, bom mesmo é tentar resolver a situação de maneira amigável, já que, não havendo litígio, certamente o divórcio do casal que deseja se separar será concluído de forma mais rápida e com menos custos para os envolvidos.

“Desde que não haja filhos menores ou incapazes e as partes estejam de acordo com relação à partilha dos bens comuns, o casal poderá se divorciar de forma consensual extrajudicial através escritura pública, modalidade de divórcio que é possível desde o advento da Lei nº 11.441/2007”, explica a advogada Maria Luiza, do escritório Campos Figueiredo.

A escritura pública do divórcio consensual extrajudicial não depende de homologação judicial, já constituindo título hábil para a averbação do divórcio junto ao Cartório de Registro Civil onde o casal registrou o casamento, bem como constitui título hábil para o registro de imóveis, caso o casal tenha acordado sobre a partilha de bens imóveis. Entretanto, apesar de não precisar de homologação judicial, para a validade do divórcio extrajudicial realizado em cartório, é necessário que as partes estejam assistidas por advogado, que podem ser comum ao casal ou um advogado para cada um dos divorciandos.

“Percebe-se, portanto, que a facilidade é grande na realização do divórcio extrajudicial, devendo as partes preencherem poucos requisitos constantes da lei, o que torna o procedimento mais célere e menos custoso para as partes”, afirma a advogada Gardênia Figueiredo, do escritório Campos Figueiredo.