Residencial Aritana é entregue a 224 famílias do Jaboatão

23/08/19 às 16:29 – Do site da Prefeitura 

Residencial-Aritana-é-entregue-a-224-famílias-do-Jaboatão-1-660x440

Foto: Chico Bezerra/PJG

O Conjunto Residencial Aritana, construído no bairro de Prazeres, no município do Jaboatão dos Guararapes, foi entregue na manhã desta sexta-feira (23) a 224 famílias do município. São nove blocos, que abrigarão 1.120 moradores, que há cerca de 40 anos aguardavam a nova moradia. O empreendimento foi viabilizado em uma parceria entre a Prefeitura Municipal e a Caixa Econômica Federal, através do programa Minha Casa, Minha Vida.

O prefeito Anderson Ferreira entregou as primeiras chaves a José Pinto do Nascimento, que vai morar com a esposa Iara no apartamento número 8, do Bloco F. Ex-morador da comunidade de Aritana, José Pinto lembrou dos tempos de dificuldades. “Estava há 38 anos buscando uma melhoria para a minha vida, tentando ter uma casa. Hoje, sou grato a Deus e ao prefeito Anderson Ferreira, porque eles estão abrindo as portas do paraíso para toda essa gente batalhadora. Espero que todos os moradores não se esqueçam da nossa jornada e que zelem por esse bem, que certamente foi o maior que nos foi dado”, agradeceu.

O prefeito Anderson Ferreira ressaltou o empenho da sua gestão para garantir moradias dignas para a população. “Essa luta se arrasta há quase quarenta anos. Essas famílias de Aritana lutaram durante quase quatro décadas por uma coisa básica: habitação. Todos nós temos direito a moradia digna. Em dois anos e meio de mandato, nossa busca por equidade e qualidade de vida é constante”, afirmou o gestor público.

O superintendente nacional da Caixa Econômica Federal, Paulo Nery, ressaltou o trabalho em conjunto com o Jaboatão para a viabilização do Habitacional Aritana. “São 224 unidades, com energia, água e toda a estrutura para essas pessoas que antes moravam em área de risco. Quero parabenizar o prefeito Anderson Ferreira por ter feito parte desta união. Conseguimos transformar dinheiro em moradia e qualidade de vida para essas pessoas”, comentou.

Dia do Ciclista em Jaboatão

Projeto de autoria do vereador Pereira da Oficina foi aprovado na Câmara 

23/08/19 às 16:07 – Por Andros Silva 

pereira

Pereira da Oficina. Foto: Reprodução/Facebook

Os ciclistas jaboatonenses estão prestes a ter um dia para chamar de seu. É que a Câmara de Jaboatão dos Guararapes aprovou na última segunda-feira (19) o projeto de lei 010/2019, que visa comemorar em 08 de fevereiro o dia daqueles que usam a bike como seu veículo principal.

De acordo com o autor do projeto, o vereador José Pereira de Menezes, conhecido politicamente como Pereira da Oficina, um dos alicerces da ideia é “sensibilizar o poder público a fim de que sejam investidos recursos na construção de ciclovias”.

“Sabemos que em Jaboatão é muito grande o número de pessoas que usam a bicicleta como meio de transporte”, disse o parlamentar. A proposta segue agora para sanção do prefeito Anderson Ferreira.

ABCCRIM Comemora 2 anos em Jaboatão dos Guararapes

O Advogado e professor Cristiano Carrilho é o diretor presidente da instituição 

23/08/19 às 14:04 – Por Sidha Moitinho 

carrilho

Fernando Carrilho/Cortesia

A Academia Brasileira de Ciências Criminais é uma entidade sem fins lucrativos que reúne profissionais de diversas áreas, relacionados especialmente à produção do conhecimento no âmbito do crime, Criminologia, Perícias, Criminalística, Direito Penal e Processo Penal, Segurança Pública, Medicina Legal, Direitos Humanos, Psicologia e Psiquiatria Forense.

Dia 24 de agosto em Jaboatão no 2º Cartório de Notas na Av. Bernardo Vieira de Melo das 19h às 22h o advogado, professor e diretor presidente Cristiano Carrilho juntamente com os demais membros da ABCCRIM e demais convidados estarão comemorando os 2 anos  de consolidação na cidade de Jaboatão. Parabenizamos a todos desejando mais sucesso!

Entrevista: Fim de Tarde e Uma Conversa Boa Com Rômulo Félix

23/08/19 às 11:30 –  Por Sidha Moitinho / Colunista Blog do Andros

romuloesidha

Sidha Moitinho e Rômulo Félix. Foto: Cortesia

É bom estar com pessoas interessantes, que acrescentam coisas boas na vida da gente.  Estive conversando com Rômulo Félix, líder em Jaboatão da ONG Liberdade PE, formado em logística, atuando como administrador de empresas, pai de 3 filhas e um filho, avô coruja de João Pedro; uma pessoa sensível, inteligente, agradável, que gosta dos meus escritos, só por isso já ganhou muitos pontos (Risos).

Brincadeiras à parte, sigamos… Rômulo é  apaixonado por nossa cidade, preocupado com o bem estar do povo jaboatonense e com o futuro político do nosso estado e município.

Nossa conversa apesar da temática relevante, não nos tirou o tom descontraído e amigável. Nós dois comungamos de que sem amor nada pode ser construído e muito menos solidificado; a política precisa de pessoas solidárias. Concordamos também que, nosso município vem sendo destruído por anos a fios e, a nova gestão não tem produzido as mudanças prometidas e, extremamente necessárias.

Félix junto com amigos e amigas fundaram a ONG liberdade PE. Diz Rômulo:  “Objetivamos conscientizar a sociedade, da necessidade do envolvimento na política.  Vivemos  nos municípios e temos que fazer um trabalho voltado para essa realidade. Com o foco na transparência das contas públicas, fomentar a economia da cidade e trabalhar para que ocorra renovação política.”

rom

Neto de Rômulo Félix exibindo ao lado do avô o livro ‘Paulinho e o Vento’. Conto infantil escrito por Sidha Moitinho. Foto: Cortesia

Sidha Moitinho – Você acredita que não é só o político que deve mudar, mas que a cabeça do eleitor também deve amadurecer para votar certo?

Rômulo Félix – Sim, com certeza, esse é o principal motivo de tanta corrupção e falta de responsabilidade com a coisa pública. O voto  não tem preço, mas com certeza tem consequências para a sociedade. O eleitor deve se inteirar das propostas e dos projetos de um candidato, é o primeiro passo para votar em alguém que vai te representar. Um candidato  eleito deve ser a realização da vontade popular em seu mandato.

SM – Na sua visão quais são os erros cometidos pela gestão atual e, que no frigir dos ovos continua atuando como a velha política?

RF – Olha os erros são muitos! Vão da formação das secretarias, passando pela falta de planejamento das ações e culminando no abandono total da cidade. As ações dessa  gestão são pouquíssimas se comparado com a necessidade do município, são apenas pontuais e muitas vezes midiáticas. A movimentação do prefeito em busca de apoio para se fortalecer corroboram a prática da velha política.

SM – Existe algum candidato forte na nossa cidade para concorrer contra a reeleição do Anderson Ferreira?

RF – O primeiro adversário do prefeito, é ele mesmo! Com seu ego enorme. Não se administra uma cidade do porte e da importância de Jaboatão de dentro de uma bolha. A rejeição é muito grande, em todas as camadas sociais e em todos os segmentos. Não  gostaria de falar nomes para um embate, também acho que não será uma campanha  polarizada, no entanto, os palanques estão se armando. A oposição em Jaboatão está na estrada, se convergirem para o mesmo caminho é uma possibilidade real de ganhar  ainda no primeiro turno.

s

Na foto, o momento em que o administrador de empresas recebe das mãos da autora seu conto infantil. Foto: Cortesia

SM – Como nasceu a ONG liberdade PE?  E como esse projeto beneficia nossa cidade?

RF – A ONG  liberdade PE, nasceu da indignação de pessoas comuns que acompanham a política, e o que percebemos é que houve uma inversão de valores. A política deveria estar a serviço da sociedade. Aqui em Jaboatão, por exemplo colocaram as pessoas e as demandas do município em segundo plano. Vale mais o projeto de poder dos Ferreiras do que o desenvolvimento da cidade e o cuidar das pessoas. A partir do momento que  chamamos a sociedade para discutir e se inteirar dos números que orbitam nosso  orçamento, já estamos dando nossa parcela de contribuição. Mostrando a população, o que é feito com o dinheiro do contribuinte, trabalhando em prol do desenvolvimento  econômico do município através de uma política liberal na economia e mostrando a importância e a necessidade de escolhas assertivas para o Executivo e para a Câmara de Vereadores em 2020.

siSidha Moitinho é uma baiana que cresceu em Brasília, apaixonada por Pernambuco, mora em Jaboatão dos Guararapes há mais de 18 anos, cidade que ama e pela qual luta. É comunicadora social, bacharel em teologia, pastora, cineasta, coordenadora literária e escritora. Sidha ama escrever para crianças, atualmente vem promovendo seu conto infantil ‘Paulinho e o Vento’.

Contato: sidha.moitinho@gmail.com

JABOATÃO: Na Semana Nacional de Aprendizagem, egressa da Funase fala de experiências positivas no mercado de trabalho

Histórias de superação foram expostas em audiência pública, que teve a participação do Governo de Pernambuco. Programa Vida Aprendiz, da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, tem obtido resultados exitosos na oferta de apoio

23/08/19 às 10:18 – Da assessoria para o Blog do Andros 

re

Divulgação

O Governo de Pernambuco está participando de ações alusivas à Semana Nacional de Aprendizagem. Na quinta-feira (22), o tema foi discutido durante uma audiência pública em Jaboatão dos Guararapes e teve como destaques depoimentos de jovens que estão tendo vidas transformadas por oportunidades de trabalho. Uma dessas pessoas é a ex-socioeducanda M.J.S., de 19 anos, que, no período em que ficou na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), encontrou apoio para seguir em frente. Atualmente, ela é acompanhada pelo Programa Vida Aprendiz, da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), por meio do qual, já como egressa do sistema socioeducativo, foi inserida no Programa Jovem Aprendiz.

“Eu sou uma menina que não tive muita escolha na vida, mas tenho uma família digna e humilde. Passei pelo sistema fechado, consegui cumprir a minha medida socioeducativa e hoje estou livre. Trabalho pela manhã como jovem aprendiz, estou fazendo o curso de Assistente Administrativo. Faço estágio à tarde e estudo à noite”, declarou M.J.S., que foi convidada a falar sobre suas experiências de vida para um auditório lotado durante a audiência pública. “Levo comigo uma frase pra toda minha vida: lutar sempre, vencer talvez e desistir nunca. Só tenho a agradecer a todo mundo que está me ajudando a dar esses passos”, completou. Continuar lendo