Daniel Alves cobra citação de seu nome em matéria que fala da segurança na Barragem Duas Unas

09/08/19 às 12:27 – Por Andros Silva  

danielalvesssp

Daniel Alves, vereador. Foto: Divulgação

O vereador Daniel Alves (PCdoB) não gostou nadinha de não ver seu nome em destaque numa matéria publicada no site da Câmara e republicada aqui no Blog do Andros. A nota escrita pelo assessor de imprensa da Casa Vidal de Negreiros, Pedro Tinoco, intitulada “Barragem Duas Unas terá plano de segurança”, divulgava que a comissão especial criada pela Câmara de Vereadores de Jaboatão para acompanhar a situação da represa já teria começado a colher os primeiros resultados de seu trabalho. “Após pressionar a Compesa a empresa realizou vistorias na estrutura da barragem e anunciou que criará um plano de segurança para o local.”, dizia trecho da publicação.

Porém, de acordo com Alves, a informação foi passada por ele na tribuna da Câmara. Como um dos que mais lutou para o resultado acontecer, merecia ter seu nome citado e sua fala publicada na íntegra, insinua. Daniel disse ainda que existem dois pontos na informação que estavam errados e que quase sempre sua fala é boicotada nas publicações do site da Câmara, eita! Prometendo cobrar explicações do assessor de imprensa da Casa, não informou ainda quais são os dois pontos “na informação que precisam ser corrigidos”.

“Boa noite, Andros. Essa informação foi dada por mim, hoje (ontem 08/08) na tribuna da Câmara, como presidente da comissão especial que acompanha os problemas da barragem Duas Unas. Existem dois pontos na sua informação (o vereador ainda não tinha percebido que a informação não era de minha autoria) que precisa ser corrigida. Estamos à disposição”, disse o parlamentar no comentário postado abaixo da publicação aqui no Blog. Veja na imagem a seguir.

d

Imagem. Reprodução/Blog do Andros 

*O Blog está a disposição do assessor de imprensa Pedro Tinoco, que foi citado nesta matéria, reservado assim o direito de respostas.

Quais são as Políticas Públicas do Município para os Animais?

09/08/19 às 10:48 –  Por Sidha Moitinho / Colunista Blog do Andros

pombos

Os pombos são uma praga na cidade de Jaboatão. A bactéria presente nas fezes destas aves matam cruelmente suas vítimas. Foto: Sidha Moitinho

 Teoricamente tudo na vida é tão bonito, tão simples… Como canta Toquinho em Aquarela, música que, aliás, eu amo… “Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo, e com cinco ou seis retas é tão fácil fazer um castelo…”

Na prática, as coisas nunca são feitas como descritas no papel… E quando se trata da gestão da cidade de Jaboatão dos Guararapes… Aí a coisa fica muito feia!!! Os projetos acabam bolorentos e a vida continua amargando o gosto do fel não só para os ilustres cidadãos, mas também para os milhares de animais. Aprendi com meu pai a amar e a cuidar dos bichinhos… Lembro-me do nome do primeiro cachorro que conheci, quando me entendi por gente…”Veludo.”  O Rei Salomão escreveu: “Os bons cuidam bem dos seus animais, mas os maus é cruel.”  provérbios 12:10:      

Quando os perversos maltratam seus animais ou os abandonam, é obrigação do município exercer o papel de cuidador destas criaturas indefesas. E se o Poder Público não cumpre bem com suas responsabilidades ou apenas finge fazer alguma coisa contando historinhas pra boi dormir, a população está exposta a sérios problemas de saúde, como riscos do contágio de doenças fatais, como a raiva, transmitida por cães e gatos não vacinados.

Pesquisei e encontrei algumas coisas interessantes que nossa prefeitura diz fazer no cuidado, proteção e controle de reprodução dos bichinhos, tratados pior do que bandidos… Até acredito que façam alguma coisa em algum nível, mas não com a eficiência necessária que exige a questão. Os pombos são uma praga na cidade de Jaboatão. A bactéria presente nas fezes destas aves matam cruelmente suas vítimas. Continuar lendo

Jaboatão deixa de arrecadar metade do valor do IPTU por causa de inadimplência; mutirão renegocia dívidas

Ao todo, 43 mil dos 125 mil imóveis pagantes de IPTU estão devendo dinheiro para a administração pública. Ação é realizada em quatro pontos da cidade, até 31 de outubro

09/08/19 às 09:50 – Do G1 PE

iptu-jaboatao

Contribuintes podem renegociar dívidas do IPTU em Jaboatão, no Grande Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Em virtude de inadimplência, a prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, deixa de arrecadar metade do valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) previsto. A cidade tem 125 mil imóveis que recebem cobrança do tributo, mas 43 mil estão em dívida com os cofres públicos. O cálculo é feito a partir da análise de área construído e de tamanho do terreno.

Por causa da falta de pagamento, a prefeitura realiza até o dia 31 de outubro um mutirão para incentivar o pagamento das dívidas. Segundo o secretário de planejamento e Fazenda de Jaboatão, César Barbosa, os descontos serão dados para os débitos contraídos até 2018.

“Ao final da campanha, pretendemos arrecadar um valor aproximado de R$ 3,2 milhões. Esse dinheiro vai direto para a conta única do município e o prefeito pode executar os quatro pilares da administração: infraestrutura, assistência social, saúde e educação”, afirma.

O representante comercial Sérgio Pedro Zabeu foi ao local negociar o pagamento do IPTU de um apartamento que tem no bairro de Piedade. Para ele, as facilidades oferecidas no mutirão são animadoras.

“Eu acho o mutirão uma oportunidade para as pessoas quitarem seus débitos de forma flexível. Vamos fazer em 16 vezes o parcelamento do débito e está ótimo para a prefeitura e para mim”, afirma.

O contribuinte pode ter desconto de até 90% no valor dos juros e da multa, se fizer o pagamento à vista. Se preferir parcelar, pode dividir em até 60 vezes e, nesse caso, o desconto varia entre 30% e 60%. Para negociar, não é preciso agendar atendimento.

Há quatro pontos de atendimento espalhados pela cidade: Jaboatão Centro, Cavaleiro, Curado e o posto localizado no mini shopping Market Place, localizado em Piedade. Além disso, é possível emitir boletos para pagamento do IPTU direto do site da prefeitura.