Shevchenko e Elloco, ícones do brega-funk de Pernambuco, confirmados no Rec-Beat

Festival celebra o gênero ao trazer os MCs que se tornaram fenômenos com hits como “Toma Empurradão” e “Gera Bactéria”

19/02/19 às 13:52 – Da assessoria do Rec Beat Festival

banner-carnaval-blogdoandros-ligado

she

Shevchenko e Elloco. Foto: Divulgação

Shevchenko e Elloco, a dupla que é o maior fenômeno na música em Pernambuco atualmente, é uma das atrações do Rec-Beat 2019 e leva para o palco do Cais da Alfândega seus hits do brega funk. A apresentação ainda conta com participação do grupo de dança do duo, Os Lokos do Passinho. O festival acontece no Carnaval, de 2 a 5 de março e a entrada é gratuita.

Shevchenko e Ellloco são os principais expoentes do gênero e fizeram sucesso com faixas disponibilizadas no YouTube como “Tome Empurradão”, “Braba de Milionário” e “Gera Bactéria”, hits que já contabilizam dezenas de milhões de visualizações. Eles também planejam a estreia de músicas que estarão presentes no novo disco.

O brega-funk é hoje um dos maiores sucessos musicais do país e uma das mais legítimas expressões das periferias. Além de um fenômeno cultural, o brega é patrimônio musical de Pernambuco segundo definiu a lei 16.044, de 2017, destacando a sonoridade original do ritmo nascido no Estado.

O Rec-Beat sempre foi pioneiro ao dar visibilidade às mais diversas expressões musicais, sem preconceito de gênero ou origem e com o brega funk não tem sido diferente. O festival foi o primeiro a abrir espaço para este ritmo, ao programar, no ano passado, o MC Tocha. Dono de hits como “Paralisou”, Tocha fez um show histórico que misturou brega com ritmos da cultura popular, além de fazer todo mundo dançar com seus hits românticos.

Neste ano, o público vai cantar e dançar junto com os hits de Shevchenko e Elloco com direito aos passinhos sarrada, ombrinho, laço e puxada. “Esse passinho é novo e nasceu na favela / Nós manda embrazado, lá dentro do brega”, já diz a letra de “Gera Bactéria”, faixa que é um dos hits virais de 2018.

Saúde é um bem pessoal e social

19/02/19 às 11:56 – Por Sidha Moitinho / Colunista Blog do Andros

IMG-20190219-WA0006p

Unidade de Saúde localizada em Jaboatão esta há dez anos sem funcionalidade. Foto: Sidha Moitinho

Como não se sentir um boboca depois de uma Eleição? É o que me pergunto ao deparar com a realidade da saúde em nosso município. Agradeço a Deus com humildade, por não depender da saúde pública, mas nem por isso deixo de me constranger ao pensar no que a população passa diante de uma saúde pública minguada, doente no sentindo mais miserável que possa dizer tais palavras. Os recursos nunca são suficientes para atender as necessidades dos médicos, nem dos funcionários e muito menos dos doentes e de suas famílias. Jesus ensina que não devemos publicar as obras que fazemos, mas ao olhar a bíblia veremos que as injustiças sociais devem ser rejeitadas e denunciadas veementemente.

Um carro velho com vários defeitos pode funcionar, até pegar estrada, mas isso não anula a realidade do seu mau estado e de que qualquer momento irá parar no ferro velho. Um micro-ondas pode ser ligado e esquentar a comida, mas isso não significa que seu estado geral esteja bem, ele pode apenas está trazendo mais risco contra a saúde do seu usuário. Funcionar não quer dizer que esteja a contento, em bom estado, com qualidade para o uso. A saúde sempre funcionou como tudo neste país funciona: precariamente, vergonhosamente, dolorosamente. A má administração dos serviços públicos mais causam danos a população do que resolvem seus problemas. Continuar lendo

Moradores reclamam de esgoto aberto em Jaboatão

Ainda segundo os moradores, a tampa já foi consertada várias vezes, mas o problema ressurge afetando, inclusive, no comércio das proximidades

19/02/19 às 09:35 – Da Folha de Pernambuco 

315548,930,80,0,0,930,560,0,0,0,0

Moradores e comerciantes da avenida Ulisses Montarroyos, em Candeias, reclamam que a tampa de um dos esgotos da rua vive constantemente quebrada por não aguentar o peso dos carros que circulam pelo local. Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Moradores e comerciantes da avenida Ulisses Montarroyos, em Candeias, Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana do Recife, reclamam que a tampa de um esgoto, que fica próximo a uma parada de ônibus, vive constantemente quebrada por não aguentar o peso dos carros que circulam pelo local.

Ainda segundo os moradores, a tampa já foi consertada várias vezes, mas o problema ressurge afetando o cotidiano e o comércio das proximidades. Segundo o morador João de Mendonça, várias pessoas já caíram dentro do buraco; para evitar novos acidentes, um pneu foi colocado no local. “Até uma criança já caiu nele, além de alguns carros que já ficaram com a roda presa dentro do esgoto. Isso é um absurdo”, ressaltou.

A reportagem da Folha de Pernambuco esteve no local após o leitor Fábio Júnior da Silva enviar a denúncia para o WhatsApp do Portal FolhaPE – (81) 98187.9290. Na mensagem, ele disse não ser a primeira vez que usam uma solução paliativa no local. “É um absurdo. Pagarmos os nossos impostos, mas não temos retorno”, criticou. Continuar lendo