Fotos: Com mato alto e entupido, canal na rua Lago do Junco, em Piedade, prejudica estrutura de residências

No local, casas foram abandonadas por proprietários que não aguentavam mais conviver com o mau cheiro e alagamentos. Mesmo em pleno período de estiagem, com pouca chuva, o Blog encontrou o esgoto quase transbordando. Quem mora na Lago do Junco, não esquece os prejuízos

06/12/18 às 12:02 – Por Andros Silva 

junco3

Devido aos transtornos causados pelo canal, dona Etiene Cintra já pensou em mudar do local. Foto: Andros Silva

Há muito tempo os moradores da rua Lago do Junco, em Piedade, precisam dividir espaço com um esgoto a céu aberto. O canal, que é um verdadeiro estorvo para quem reside na via, está com a vegetação alta e entupido, deixando muita água suja empoçada, vazando esgoto para dentro das casas.

junco7

Água infiltra no muro de dona Etiene, danificando a estrutura da residência. Foto: Andros Silva

Morando há mais de 20 anos no local, dona Etiene Cintra, de 64 anos, conta que o córrego vem danificando a estrutura de sua residência. “A água fica entrando na base do meu muro e o mofo dentro de casa é muito grande”, ressalta.

Visível na cerâmica, “a frieza acaba soltando as peças da parede, por conta da umidade”,  lamenta a dona de casa que sofre ao perceber que seu imóvel vem perdendo valor comercial por conta da situação caótica a qual encontra-se o canal.

“Já pensei em vender minha casa e sair daqui, mas ninguém paga o que estou pedindo por conta destes problemas”, comenta Etiene. No mesmo nível da rua, em qualquer sinal de chuva, a via fica inundada, “já perdi as contas de quantas vezes a água entrou aqui em casa, hoje estou tratando micoses nas unhas por conta da água suja”, relembra a moradora.

junco1

Sidney precisa trabalhar com equipamentos suspensos por medo dos alagamentos. Foto: Andros Silva

As mesmas inundações que afligem Etiene, também causam prejuízos a outros moradores. Sidney Braga, aposentado de 57 anos, possui um pequeno comércio na rua Lago do Junco e trabalha com os equipamentos suspensos, por medo dos alagamentos. “Se começa a chover, a água entra de vez, todos os aparelhos ficam no alto para não molhar”, diz o aposentado, que assim como os demais, já presenciou várias vezes sua casa tomada pela a água. Quem mora na Lago do Junco, não esquece os prejuízos.

“O que tinha para mostrar de coisas estragadas! Estavam aí no quintal, mas já foram todas jogadas fora”, desabafa.

junco4

Vera não aguenta mais sofrer com inundações e vazamento de esgoto. Foto: Andros Silva

Vera Benevides, 66 anos, tem logo à frente de cada porta da casa chapas de ferro para impedir o acesso da água. Investiu junto com o marido na construção de um novo andar na propriedade que mora, para fugir quando se ver ilhada.

“Eu e meu marido levamos os móveis sempre para o andar de cima para evitar os danos. Comprei um terreno em Glória do Goitá, mas ainda não construí lá . Acabei tendo que investir aqui para não ter mais prejuízos”, contou ao Blog, fazendo questão de informar os 25 cm do piso recentemente construído na esperança de manter o esgoto bem longe de sua sala de estar.

junco2

Com aplicação estipulada em mais de mil reais, Maria de Fátima vai precisar reformar o banheiro. Foto: Andros Silva

Com aplicação estipulada em mais de mil reais, Maria de Fátima vai reformar o banheiro. Quando chove a água volta pelo ralo, e também sobe pelo vaso sanitário. Ela mostra o material da reforma já comprado e estocado no terraço e aponta uma das causas do problema ter se agravado.

“A coisa ficou ainda pior depois da obra da Rua do Loreto (uma das principais vias do bairro). Quando foi feito lá, mais ou menos em 2015, colocaram manilhas muito pequenas, e essa foi uma das causas para deixar tudo ainda pior”, fala enquanto mostra a trajetória por onde a água deveria escorrer.

No local, casas foram abandonadas por proprietários que não aguentavam mais conviver com o mau cheiro e alagamentos. Mesmo em pleno período de estiagem, com pouca chuva, o Blog encontrou o esgoto quase transbordando.

junco8

Imóvel foi abandonado por quem não aguentava mais viver numa situação tão caótica. Foto: Andros Silva

 

O drama de Adeildo Souza 

Sem demérito com os demais problemas apresentados anteriormente. Mas se fosse para apontar, dentre todos encontrados na Junco, o mais difícil, sofrível, classificaria o vivido por Adeildo Souza e sua família. Ele, com o apoio da mãe e demais familiares, cuida do pai, José Amâncio, que após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC), no auge dos seus 72 anos, passou a viver na cama.

A fedentina soprada da vala, vai parar diretamente dentro do seu quarto, além de ratos e baratas, animais e insetos peçonhentos que fazem moradia no matagal as margens do escoadouro. Sua casa, também, visivelmente, é a mais prejudicada, a cada dia que passa, cai uma parte do reboco, como mostram as fotos abaixo. Se precisar socorrer seu acamado pai em dias de chuva, terá que contar com ajuda divina, pois veículo algum conseguirá adentrar a via alagada.

junco5

Adeildo Souza, com ajuda da mãe, passou a cuidar do pai, que hoje vive acamado por sequelas decorrentes do AVC. Foto: Andros Silva

junco9

junco10

 

Moradores pedem desvio de água no Canal

O moradores da rua Lago da Junco, pedem a Prefeitura do Jaboatão, primeiramente a limpeza e a desobstrução do fosso. Porém, a calamidade só será sanada, quando uma obra para desviar a água, hoje na via, seguir para o desaguadouro da Aniceto Varejão, o que já foi cogitado e prometido em eleições passadas por postulantes a vaga ao Executivo. Eles também fazem aceno por pavimentação. Em imagens, o Blog do Andros apresenta a situação calamitosa que atualmente encontra-se o córrego.

junco12

junco13

junco15

junco16

junco11

Fotos: Andros Silva

3 comentários em “Fotos: Com mato alto e entupido, canal na rua Lago do Junco, em Piedade, prejudica estrutura de residências

  1. Sandra Helena Queiroz Da Silva disse:

    Muito absurdo!
    Revoltante!

    Curtir

  2. Maithon Coelho da Silva disse:

    Um absurdo ver uma rua dessa nua citação crítica como está .
    Ótima Matéria Parabéns ao blog e vamos aguardar pois até o momento só promessa e até agora nada.

    Curtir

  3. Sandra Helena Queiroz Da Silva disse:

    Meu Deus!
    Deve ter um mau cheiro estes esgotos.
    Tem que reinvidicar

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s