Para muitos, 2020 já chegou!

Começam a surgir nomes como a delegada e deputada eleita Gleide Ângelo do PSB que obteve quase 70.000 votos em Jaboatão, sem fazer muita força. O prefeito Anderson Ferreira terá que realizar uma série de ações na cidade se quiser se cacifar à reeleição

16/11/18 às 22:38 – Por Djalma Júnior / Colunista Blog do Andros

gleide-anderson

Fotos: Gleide Ângelo, Heudes Regis/JC Imagem. Anderson Ferreira, Matheus Britto/PJG

Terminada as eleições de 2018, iniciam-se as especulações sobre os possíveis candidatos a prefeito nos municípios da Região Metropolitana do Recife, principalmente Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes. Já tem gente que esqueceu que estamos indo para o ano 2019. Para muitos 2020, já chegou e pra ficar. Recife vem sendo ao longo dos anos um reduto socialista, controlado com mão de ferro pela família Campos. São 8 anos de Geraldo Júlio à frente da capital, tirando das mãos do então petista João Paulo (2 mandatos) e João da Costa (1 mandato), numa grande lambança interna do Partidos dos Trabalhadores que rifou a candidatura de Maurício Rands para manter João da Costa.

nao

A Coluna apoia esta ideia

Nomes não faltam para pleitear a vaga, Felipe Carreras, João Campos e até João Paulo que agora está filiado ao PCdoB pode ser um grande curinga a ser apresentado como candidato em qualquer um dos três municípios. Não se deve esquecer de Marília Arraes que, ficando no PT ou não tem capital político-eleitoral e será sempre uma candidata em potencial. Na oposição nomes como o de Pryscila Krause do DEM, Daniel Coelho do PPS e Bruno Araújo do PSDB são quadros jovens, de centro-direita e que podem crescer pela tendência dos eleitores em apostar em candidatos atuantes no combate à corrupção. Nomes como o de Sílvio Costa Filho sempre são ventilados.

Jaboatão dos Guararapes é um município que tem suas peculiaridades. Quase sempre a cidade é “ocupada” por lideranças de outros municípios, os chamados “forasteiros” tendo uma tradição de não eleger candidatos apoiados pelo Palácio das Princesas. Lembremos de André Campos apoiado por Eduardo Campos e pelo ex-presidente Lula no auge de sua popularidade que perdeu para uma campanha discreta de Elias Gomes. Começam a surgir nomes como o da delegada e deputada eleita Gleide Ângelo do PSB que obteve quase 70.000 votos em Jaboatão, sem fazer muita força. O prefeito Anderson Ferreira mesmo com grande estrutura e com o irmão André Ferreira (PSC) e o pai Manoel Ferreira (PSC) eleitos deputados federal e estadual respectivamente, terá que realizar uma série de ações na cidade se quiser se cacifar à reeleição. É preciso criar uma marca em seu governo que vem sendo executado à base do “feijão com arroz”. Sem falar em indício de superfaturamento no aluguel do Centro Administrativo e em gastos de R$ 500.000,00 (quinhentos mil) com carimbos.

dani-veras

Daniel Alves e Adelson Veras são nomes que merecem atenção. Fotos: Divulgação

Nomes como o de Adelson Veras do PRTB, candidato a prefeito por duas vezes e o vereador Daniel Alves que vem tendo atuação firme na oposição ao governo Anderson Ferreira, merecem atenção por serem da cidade e atuarem há anos nas comunidades de Jaboatão dos Guararapes. Olinda vem sendo governada pelo Professor Lupércio de forma tímida e em alguns momento controversa. Depois de quebrar a hegemonia Comunista na cidade, parece que Lupércio ainda não conseguiu dar aquela resposta que o eleitor esperava dele, por ser o novo e com um discurso bastante austere e voltado às classes mais humildes. Vai precisar correr contra o tempo para se viabilizar.

Com Luciana como vice-governadora nomes como Renildo e o próprio João Paulo do PCdoB são sempre ventilados. Olinda não consegue revelar lideranças locais e fica sempre a mercê de candidatos vindos de Recife. Quem sabe o Governador tenha uma carta na manga para apresentar em Olinda sob sua benção. No mais é aguardar e esperar 2019 como o ano das romarias de políticos que postulem à vaga tanto na majoritária como na proporcional. Desde enterro à procissão, teremos políticos nas comunidades apresentando suas propostas e intenções.

djalmapDjalma Júnior é jaboatonense, morador de cajueiro Seco há 42 anos, onde vem atuando de forma incansável por uma educação de qualidade e um meio ambiente equilibrado. É professor universitário, licenciado em Química pela UFPE e Tecnólogo em gestão ambiental pelo IFPE. Especialista em gestão ambiental pela FAFIRE, além de mestrando em gestão ambiental pelo IFPE.  É ambientalista defensor de várias pautas como a da economia circular, gestão dos recursos hídricos e mobilidade urbana. Aqui, entre outros assuntos, vai escrever sobre ciência, tecnologia e meio ambiente.

E-mail – djalmaufpe@gmail.com – WhatsApp: 9.8753-2857

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s