Após hiato de 15 anos, banda Percusamba volta aos palcos com show marcado no Arraiá Solidário

Há 15 anos a banda encerrou as atividades, e resolveu voltar aos palcos para matar as saudades “a proposta é fazer um retrô, especial para esse show”, disse Marlus Costa, um dos integrantes, empresário, que hoje atua também como vereador em Jaboatão

22/06/18 às 16:02 – Por Andros Silva

percus
Banda formada no ano de 1997 em Candeias volta aos palcos para show especial onde tudo começou. Foto: Arquivo Pessoal 

Após um hiato de 15 anos, a banda Percusamba, marca seu retorno aos palcos no dia 30/06 durante a segunda edição do Arraiá Solidário. A apresentação no evento com palco montado na praça do Cajueiro, em Candeias, bairro onde a banda foi formada no ano de 1997, contará com um repertório nostálgico de clássicos do Samba, além de composições autorais como ‘Garoto Bom’, composta pelo tecladista Marlus Costa, um dos integrantes, empresário, que hoje atua também como vereador em Jaboatão. “A proposta é fazer um retrô, especial para esse show”, adiantou.

O grupo que surgiu no pátio do Colégio Souza Leão, após oito amigos descobrirem sua paixão em comum pela música, ficou conhecido por participações marcantes nas festas de vários municípios da Região Metropolitana do Recife e deixou a sua marca registrada no cenário musical pernambucano.

perPercusamba / Foto: Divulgação 

Agora Fábio Melo (vocal), Marlus Costa (tecladista), Rafael (baixista), Vidinha (violão), Bruninho e Flávio (percussão), Marcelo (bateria), Fábio Almeida (pandeiro) e Alberes (cavaquinhoretornam com grandes hits que marcaram a década de 90, fazendo todos que viveram a época, voltar ao passado numa verdadeira viagem no tempo e recordar momentos inesquecíveis de suas adolescências nas históricas e belas ruas do bairro de Candeias.

O Arraiá Solidário, marcado para inciar às 18h, conta ainda com os shows do Forró Azumares, da cantora Vanessa Rios, que se destacou em meados de 2014 como vocalista da Banda Kitara e do estrondoso cantor John Geração, que já é apontado como uma das revelações do forró estilizado no Estado. 1 kg de alimento não perecível, que será destinado a instituições de caridade, será seu passaporte para a diversão. Participem!

O pré-candidato ao Senado André Ferreira viajou

Deputado “fugiu” com a família para descansar

22/06/18 às 01:18 – Do Blog de Roberta Jungmann

O deputado estadual André Ferreira, depois que oficializou, junto com o seu PSC, o rompimento com o Governo do Estado, não quis mais saber de política. Viajou ontem com a família para aproveitar o fim de semana. Nos planos, descansar e, juntos, torcerem pela Seleção Brasileira contra a Costa Rica. Sabe que, a partir da próxima semana e até outubro, terá poucas oportunidades de curtir a esposa e as filhas, pois vai se dedicar com unhas e dentes à sua candidatura ao Senado e precisará andar muito pelo Estado.

280277,930,80
O pré-candidato ao senado André Ferreira está curtindo a família – Foto: Divulgação

Sem arquibancada e cobertura, público assiste Festival de Quadrilhas em Jaboatão Centro de pé e debaixo de chuva

22/06/18 às 00:05 – Por Andros Silva 

festivalquadrilhas
Sem local para sentar, público assiste em pé Festival de Quadrilhas em Jaboatão Centro

O público, que na soma das duas noites (quarta-feira 20) e (quinta-feira 21) não chegou aos dez mil esperado e anunciado pelo secretário-executivo de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Jaboatão dos Guararapes, André Trajano, sofreu para assistir as apresentações do Festival de Quadrilhas Juninas em Jaboatão Centro ontem (21).

De pé – arquibancada não foi montada – e com pouca visibilidade do local onde acontecia as performances dos quadrilheiros, mulheres grávidas, idosos e pais com crianças de colo precisaram se amontoar para conseguir enxergar o que acontecia no espaço confortável reservado apenas para os jurados e os componentes do festival.

sss
Sem cobertura, quem não se abrigou em marquises de lojas, precisou usar guarda-chuvas para não se molhar. Foto: Andros Silva 

A plateia até tentou pular, dançar e curtir a mistura de ritmos que ocorreu no ambiente, mas a chuva forte deu o ar da graça às 21h35m, fazendo com que os presentes procurassem as marquises das lojas próximas para se abrigar, já que não havia área coberta para quem foi ao recinto dar audiência e prestigiar o acontecimento.

Este Blogueiro, após uma hora segurando uma criança de três anos nos braços e de várias tentativas frustradas para ver o espetáculo, abandonou o pátio, localizado defronte a Casa da Cultura, voltando para casa, molhado, cansado e frustrado. Vergonhosa, é a palavra correta para classificar tamanho desrespeito com quem apenas saiu de sua residência em pleno dia útil com a intenção de se divertir e valorizar a cultura de sua terrinha.